Descubra como identificar o fit cultural no processo de seleção

Para que o processo de recrutamento e seleção de novos talentos dê certo, é preciso analisar as competências certas e buscar o profissional adequado ao cargo. Isso depende do que é chamado de fit cultural, algo como encaixe cultural em tradução livre.

Quando se contrata alguém que não compartilha as crenças e os valores da empresa (isto é, sua cultura), é muito difícil que ele permaneça na empresa, já que não há sinergia com o restante da equipe. Logo que recebe outra proposta, ele deixa a companhia. E como é possível identificar esse encaixe?

Antes de responder a essa pergunta, é crucial lembrar que a saída de talentos (até os recém-contratados) traz prejuízos ao empreendimento. Além dos custos financeiros com a rescisão, são necessários novos investimentos em seleção, integração e treinamento, bem como há a degradação da marca empregadora.

A elevada evasão de profissionais deve, portanto, ser combatida pelo setor de recursos humanos (RH). Nós reunimos, a seguir, boas informações sobre o tema e várias dicas de como identificar o fit cultural no processo seletivo. Acompanhe!

Descubra qual a cultura da empresa

A cultura de uma organização representa o conjunto de crenças, hábitos, valores e prioridades que são compartilhados internamente. Mesmo que ninguém perceba, toda empresa tem uma cultura. A dúvida é sobre como identificá-la.

O’Reilly e coautores identificaram sete tipos principais de cultura, que incluem as inovadoras, as agressivas e as que têm foco no cliente ou nos funcionários. Para identificar qual predomina em uma organização, é preciso analisar as crenças e os hábitos existentes.

E essa não é uma tarefa fácil. Só uma pequena parte da cultura organizacional pode ser vista — é o chamado artefato. Boa parte dela é expressa em valores e pressupostos básicos, itens que são intangíveis e mais difíceis de identificar.

Outros autores destacam que algumas culturas não têm forma e podem ser comparadas a uma ameba. Isso quer dizer que é preciso primeiro definir a cultura que se deseja para a organização e, a partir dela, contratar pessoas com o alinhamento adequado.

Faça uma análise de perfil comportamental

Todo talento tem um estilo comportamental. Alguns são influenciadores, enquanto outros são reservados ou buscam estabilidade. Entender essas peculiaridades é essencial para o encaixe cultural. Nesse cenário, o teste de perfil comportamental é ideal.

Um dos métodos mais utilizados é o que avalia dominância, influência, estabilidade e conformidade (Dominance, Influence, Steadiness and Compliance — DISC). Ele classifica cada candidato com base nessas quatro variáveis comportamentais, o que permite a análise preditiva da conduta do profissional.

Há duas maneiras de aplicar o DISC. A primeira é com formulários impressos com dezenas de perguntas que são entregues aos avaliados. As respostas devem ser analisadas, uma a uma, para chegar ao resultado final.

A segunda possibilidade é usar sistemas automatizados de análise comportamental. Os candidatos, então, respondem a perguntas on-line, e o sistema as avalia e oferece um relatório completo sobre seu perfil.

Implemente dinâmicas e jogos em equipe

A dinâmica em grupo diverte, integra, melhora o clima e estimula a participação dos candidatos. Seu principal benefício é a possibilidade de observá-los em situações comuns da companhia e avaliar como tomam decisões e se relacionam uns com os outros.

Alguns estudos indicam que um adulto comum toma 35 mil decisões ao longo do dia. E como elas são formuladas? Com a dinâmica em grupo fica mais fácil entender isso e descobrir o papel do profissional na empresa e na equipe de trabalho.

Há uma grande diversidade de dinâmicas em grupo, que podem ser aplicadas ao longo do processo seletivo ou aos atuais empregados da empresa. De todo modo, a atividade contribui para entender o profissional e seu encaixe na cultura do empreendimento.

Se a ideia é usar uma técnica mais atual, pode-se recorrer à gamificação. Ela consiste em implementar elementos lúdicos (de jogos) em determinadas tarefas para transformá-las em maratonas e estimular os participantes.

Envolva outros gerentes e supervisores na seleção

Procure o apoio de gerentes e supervisores no processo de recrutamento e seleção, e estimule-os a analisar cada candidato e seu encaixe na cultura da empresa. Os líderes imediatos, melhor do que ninguém, sabem se há o alinhamento necessário para a contratação.

Todavia, não basta jogá-los nesse processo e pedir que montem um parecer sobre cada candidato: é preciso explicar o que se deseja. Mostre que as competências técnicas são necessárias, mas não são a única demanda do negócio.

Defina critérios específicos que o gerente ou supervisor deve observar antes de contratar, como a paixão pelo trabalho, a vontade de crescer e o foco em resultados. Assim eles podem decidir com eficácia e fomentar a contratação com base no fit cultural.

Com essa estratégia, tem-se uma segunda opinião acerca do encaixe cultural do candidato. A vantagem é que o líder conhece melhor sua equipe e sabe se o novo talento se enquadra ou não nos critérios comportamentais predominantes.

Opte pela entrevista comportamental

A entrevista é uma grande aliada no processo de recrutamento e seleção porque facilita a identificação dos profissionais certos e que têm alinhamento com a cultura da empresa. Para isso, além de investigar competências técnicas, é preciso considerar a conduta do candidato.

Tradicionalmente, a entrevista é estruturada para analisar critérios técnicos, como experiências anteriores, formação acadêmica ou segundo idioma. Até certo ponto tudo bem, mas não se pode esquecer do aspecto comportamental.

Por essa razão, o mais indicado é formular entrevistas que permitam entender os talentos com mais profundidade. Isto é, descobrir quais são suas prioridades diárias, seus pressupostos básicos e seus valores inegociáveis.

Hoje, há ferramentas que podem facilitar a entrevista com o candidato e torná-la mais interessante. É possível, por exemplo, fazer a entrevista em vídeo e compartilhá-la com outros gerentes da empresa. Assim, a análise do fit cultural fica mais fácil.

Vale destacar que a tecnologia é cada vez mais útil ao recrutamento e seleção com base no fit cultural. Para isso, podem ser usados softwares especializados na análise de perfil comportamental, no gerenciamento do processo de contratação ou na facilitação da entrevista por vídeo. Assim, todos da empresa ganham.

Gostou deste post? Então, entre em contato conosco e descubra a solução que temos para a sua companhia.

E-book: Entendendo e construindo uma cultura organizacional forte


About

Compleo ATS: Software de Recrutamento e Seleção que ajuda você a gerenciar as etapas do seu processo seletivo, desde a abertura da vaga, divulgação, triagem, testes, entrevistas e organização de todas as etapas para que você possa contratar o melhor candidato no menor tempo possível.

Leave Comment