7 novidades em recrutamento e seleção para você acompanhar!

O processo de recrutamento e seleção de pessoas é o momento no qual o profissional de RH deve assegurar que a organização tenha colaboradores qualificados, engajados e produtivos. Isso porque, com um time devidamente capacitado, fica mais fácil potencializar resultados e colaborar para o desempenho da empresa.

Atualmente, as estratégias de RH estão passando por profundadas transformações graças aos avanços tecnológicos e às inovações nos processos de gestão de pessoas.

Dessa forma, o setor de recrutamento e seleção vem adquirindo um papel cada vez mais estratégico. Várias novidades estão permeando a área nos últimos anos e colaborando para a otimização dos processos. Quer conhecer algumas dessas tendências? Separamos 7 neste post. Acompanhe!

1. Testes online de triagem

A etapa de triagem de candidatos requer dedicação e tempo dos recrutadores. De modo a reduzir esse esforço, investir em uma plataforma de testes é uma excelente alternativa para otimizar o tempo de análise das candidaturas.

O recrutamento online também é uma boa solução quando pensamos em análises de fit cultural (alinhamento das ideais do candidato com os objetivos da empresa), já que uma avaliação coerente impacta diretamente na produtividade dos profissionais e colabora para a redução da rotatividade na companhia.

2. Automatização dos processos

Atualmente, o tempo é o recurso mais precioso para qualquer profissional que possui responsabilidades de destaque nas empresas — e isso não é diferente quando falamos de recrutamento e seleção. Dessa forma, otimizá-lo é essencial para o sucesso das atividades dentro de uma organização.

A automatização de processos vem se apresentando como uma boa solução para eliminar tarefas operacionais. Nesse sentido, softwares de recrutamento e seleção são as ferramentas mais indicadas para a gestão de processos seletivos.

Esses recursos tornam possível a automatização de atividades que vão desde a aprovação de abertura dos cargos até a contratação do profissional aprovado. Isso acaba reduzindo o tempo do processo, que poderá ser empregado em outras estratégias.

3. Entrevistas por vídeo

Os vídeos têm sido amplamente usados para recrutamento e seleção por serem ferramentas que auxiliam em diversas análises.

Com o vídeo, é possível eliminar o tempo de deslocamento dos candidatos e economizar em tempo e estrutura para receber essas pessoas. Além disso, o profissional tende a ficar menos ansioso se comparado a uma entrevista presencial — que certamente vai acontecer, mas apenas no final dos processos.

Ao propor uma situação para o candidato responder por vídeo, por exemplo, é possível avaliar competências como:

  • estrutura de pensamento;
  • postura;
  • comunicação;
  • conhecimentos específicos para o cargo.

Com isso, você antecipa vários pontos que poderiam ser percebidos apenas na hora da entrevista presencial, por exemplo.

4. Aplicativos de recrutamento e seleção

Os aplicativos estão sendo amplamente usados por organizações que desejam mais assertividade em seus processos de seleção. Usando um celular com acesso à internet, o candidato pode pesquisar cargos em aberto de acordo com o seu perfil profissional.

Já a empresa pode agrupar os cadastros realizados com as competências desejadas para um cargo específico, assegurando assim uma compatibilidade maior entre eles.

Esses aplicativos prometem proporcionar às organizações seleções cada vez mais especializadas, já que, por meio deles, as companhias conseguem gerar informações que podem ser analisadas por meio de indicadores estabelecidos previamente. Dessa forma, é possível localizar os candidatos mais alinhados ao cargo.

5. Job description em formato de vídeo

Captar candidatos qualificados é um desafio cada vez maior para as organizações de diversos segmentos — e a job description (descrição do cargo) tem papel fundamental nesse processo.

Pesquisas já revelaram que a descrição de cargo como conhecemos atualmente não existirá mais, visto que questões técnicas não serão mais o foco do candidato. Isso porque o interesse do profissional estará voltado para o ambiente organizacional que ele encontrará.

Diante dessa realidade, é preciso adequar os processos internos para atrair os melhores candidatos, e isso pode ser feito por meio dos vídeos.

É interessante, por exemplo, fazer vídeos em que os colaboradores mostrem o cotidiano na empresa e descrevam os valores, missão e visão da organização, bem como o seu posicionamento no mercado. Essa abordagem possibilita maior aproximação com o candidato.

6. Redes sociais

As redes sociais vêm sendo bastante utilizadas pelos recrutadores para pesquisar os perfis dos profissionais. No LinkedIn, por exemplo, é possível refinar a busca por candidatos dando ênfase à formação e às habilidades específicas.

O LinkedIn, em sua versão paga, traz também a opção de preenchimento de mais de 25 critérios e, baseado neles, é possível encontrar profissionais específicos, sendo uma importante ferramenta para o mapeamento de perfil dos candidatos.

Contudo, é preciso estar atento para aproveitar o potencial das redes sociais — e, para isso, é necessário criar páginas corporativas para o negócio e divulgar os cargos para atrair os profissionais mais qualificados.

Assim, o processo seletivo se torna mais rápido e as chances de contratação de profissionais alinhados ao fit cultural da empresa aumentam.

Outra estratégia que pode ser trabalhada é a promoção de conteúdos para que os candidatos se identifiquem com a cultura e com os negócios da empresa. Para tanto, é fundamental manter um espaço para a disseminação de notícias sobre a companhia, como um blog. Esse é um passo importante para colocar a empresa como uma marca empregadora.

7. Mapeamento comportamental

Outra tendência que chegou para ficar quando o assunto é recrutamento e seleção é o mapeamento comportamental dos candidatos.

Essa ferramenta torna possível para a empresa avaliar o comportamento dos profissionais interessados no cargo e definir se eles estão alinhados com as expectativas corporativas. Com isso, fica mais fácil selecionar aqueles que são mais aderentes ao cargo e à cultura organizacional.

Lembre-se de que um funcionário engajado com a cultura da organização é mais produtivo e possui a tendência de permanecer na companhia por mais tempo. Como consequência, a instituição consegue ter um desenvolvimento mais sustentável.

Como vimos ao longo deste post, inovações surgem a cada dia na área de recrutamento e seleção, e uma das mais promissoras para o ano de 2018 é o uso de dados. Eles passarão a servir de base não só para a seleção, mas também para o desenvolvimento dos profissionais de acordo com as competências necessárias à empresa.

Se você gostou do post de hoje, não deixe de conferir também o nosso artigo sobre entrevistas de candidatos: como acelerar esse processo!


About

Plataforma tecnológica perfeita para seu RH: Compleo ATS: Software de Recrutamento e Seleção que ajuda você a gerenciar as etapas do seu processo seletivo, desde a abertura da vaga, divulgação, triagem, testes, entrevistas e organização de todas as etapas para que você possa contratar o melhor candidato no menor tempo possível. Compleo Vídeo: Software de entrevistas via vídeo que ficam gravadas para serem assistidas a qualquer momento por você, sua equipe ou seus clientes. Ajuda você a não gastar tempo com entrevistas presenciais desnecessárias e também o seu candidato a não ter que se deslocar fisicamente.

Leave Comment