Conheça os tipos de entrevista de emprego mais usados pelas empresas

A entrevista de emprego é uma das principais funções de quem atua na área de Recrutamento e Seleção de uma empresa. Esse processo é fundamental para garantir a contratação de profissionais cujas competências estejam adequadas ao cargo e que também tenham afinidade com o fit cultural da organização.

Nessas entrevistas é possível fazer uma checagem geral do candidato, examinando as informações pessoais fornecidas no momento da inscrição, além de verificar suas competências, habilidades e desempenho técnico. Para tanto, é possível contar com vários tipos de entrevista de emprego. Essa diversidade de abordagem é importante para que o processo seja conduzido de acordo com as especificidades da empresa e também do perfil do cargo.

Neste post, você vai aprender quais são os tipos de entrevista de emprego mais utilizadas nas empresas e como uma entrevista por vídeo pode ser usada para tornar o processo mais dinâmico. Acompanhe!

Quais são os tipos de entrevista de emprego?

Com certeza, essa é uma das etapas da seleção mais temidas pelos candidatos, pois eles não sabem o que esperar dessa fase, uma vez que desconhecem os métodos que serão aplicados. Existem diversos tipos de entrevista de emprego, com características distintas e objetivos bem determinados, como veremos a seguir.

Entrevista comportamental ou de competências

Esse modelo de entrevista é hoje um dos mais usados nos processos seletivos e tem como objetivo verificar se a personalidade e as habilidades do candidato estão alinhadas com o cargo e a cultura organizacional da empresa.

Além disso, nesse tipo de entrevista é possível verificar as experiências profissionais do candidato e também analisar como ele já reagiu a situações de trabalho anteriores, quando esteve exposto a desafios na carreira. Funciona assim: o entrevistador, que pode ser alguém do RH ou o próprio gestor da área, descreve uma situação e solicita ao candidato que ele explique qual era a sua função e como planejou resolver o problema.

Do candidato, é esperado que ele exponha quais foram as suas decisões, além da linha de raciocínio utilizada para chegar a essas conclusões. Nesse ponto, é importante focar em quais foram as contribuições e resultados individuais do entrevistado.

Entrevista técnica

Como o próprio nome sugere, esse tipo de entrevista tem como objetivo avaliar se o candidato possui os conhecimentos técnicos esperados para assumir o cargo.

Nesse caso, a entrevista pode ser conduzida por um colaborador no mesmo nível ou superior. Nesse modelo, é comum que o candidato ao cargo faça uma prova prática que tenha relação com as funções da vaga para complementar a análise do entrevistador.

Entrevista em grupo ou coletiva

Esse tipo de entrevista de emprego tem como objetivo analisar diversos candidatos ao mesmo tempo. É bastante comum em processos seletivos onde existem muitos candidatos por vaga e funciona como uma “peneira”. É o tipo de entrevista mais utilizado nos processos seletivos para vagas de estágio ou trainee. Ela é indicada para candidatos com habilidades e conhecimentos técnicos semelhantes.

Nela, os recrutadores geralmente fazem uso de métodos como dinâmicas e jogos para fazer os candidatos interagirem. A partir das interações, é possível analisar o comportamento do candidato ao trabalhar em grupo ou como reage quando em situações de pressão. A intenção é identificar profissionais que se diferenciem e se sobressaiam frente aos demais.

Entrevista com estudo de caso

Visa avaliar a capacidade do candidato em solucionar problemas, que podem ser reais ou fictícios, por meio da análise de uma situação característica do negócio da empresa ou indústria, apresentando uma solução para o caso. Esse tipo de entrevista pode ser oral ou escrita.

Entrevista por telefone

Geralmente um primeiro contato, a entrevista por telefone é utilizada para coletar dados básicos dos candidatos, especialmente aqueles que, por ventura, tenham sido ignorados no formulário de inscrição, como pretensão salarial e horários disponíveis. Também pode ser o primeiro contato entre o entrevistador e o candidato, onde pode ser avaliada a desenvoltura do entrevistado ao telefone.

Esse tipo de entrevista pode ser utilizado quando existe uma grande quantidade de candidatos inscritos no processo seletivo. Com isso, por meio da entrevista por telefone, é feita uma pré-seleção dos que continuarão nas demais fases do processo seletivo.

Entrevista-painel

Esse tipo de entrevista de emprego analisa o candidato acerca de diversas perspectivas. Nela, vários entrevistadores entram em uma sala e abordam questões relacionadas às atribuições e ao cotidiano do cargo.

Ela é conduzida por vários avaliadores ao mesmo tempo e apenas um candidato. Entre os avaliadores estão pessoas da área de RH, gestores de diversas áreas da empresa e que se relacionam com a vaga e futuros colegas que trabalharão diretamente com o contratado.

Entrevista de triagem

A entrevista de triagem é um tipo de entrevista de emprego que funciona como uma forma de pré-seleção dos candidatos. Nela, os profissionais são avaliados para passar à próxima etapa do processo seletivo. Para tanto, devem demonstrar os pré-requisitos básicos para exercer as atividades do cargo.

O processo de triagem pode ser feito por telefone ou pessoalmente. A maioria das perguntas é relacionada às informações oferecidas pelos profissionais e que constam no formulário de candidatura. O objetivo é verificar a veracidade delas.

Entrevista de campo

Esse tipo de entrevista acontece quando a equipe de Recrutamento e Seleção de uma empresa se desloca até às universidades para entrevistar estudantes que se destacam no ambiente acadêmico. Apesar de oferecer um grande potencial competitivo para as empresas do ponto de vista da aquisição de talentos, essa modalidade ainda é pouco utilizada no Brasil.

Entrevista por vídeo

Muito explorada atualmente, devido à transformação digital que presenciamos, esse tipo de entrevista de emprego otimiza o processo de seleção e agiliza o tempo empregado nas etapas para a aquisição de novos talentos. É uma ótima alternativa tanto para a empresa, quanto para o candidato, pois proporciona uma significativa redução de custos.

A entrevista por vídeo elimina o tempo de deslocamento do candidato, oferecendo a ele mais conforto e comodidade para o momento da entrevista. Assim, candidatos de diversas localidades também podem participar da entrevista.

Esse modelo também é bastante utilizado quando a empresa está em um local muito distante da residência dos candidatos. A entrevista por vídeo tem se popularizado tanto que o uso desse recurso é feito em duas frentes pelos profissionais de Recrutamento e Seleção.

indicadores de RHPowered by Rock Convert

Uma delas é uso de gravações. Veja o exemplo: quem vai entrevistar o candidato monta as perguntas, estabelece o tempo mínimo e máximo para as respostas e as transmite para o profissional responder. Uma das vantagens é que o candidato poderá gravar o vídeo com as respostas quando ele se sentir mais preparado.

Já para o profissional de RH, a entrevista por vídeo não substitui o encontro presencial, mas funciona para analisar quais candidatos são mais aderentes ao cargo. Assim, essa modalidade é utilizada nos primeiros contatos com os candidatos, otimizando os recursos e agilizando os processos dos momentos iniciais da seleção.

Também é possível realizar a entrevista ao vivo. Nesse processo, o responsável pela seleção realiza as atividades à distância, mas ao vivo e sem a necessidade de deslocamento do candidato.

Entrevista prévia/simulada

Essa etapa acontece antes da entrevista definitiva e serve para o entrevistado se apresentar e divulgar seu próprio perfil, causando impressões positivas sobre si mesmo. É um bom momento para dar um feedback ao candidato, informando quais suas qualidades e quais os pontos que precisam ser desenvolvidos, para que ele se prepare melhor para a entrevista oficial.

Entrevista comportamental

A entrevista comportamental busca avaliar os comportamentos do candidato frente a diversas situações. Este método de entrevista vem ganhando cada vez mais espaço nas empresas, mas ele não foi criado recentemente, estima-se que exista desde a década de 70.

Nesse tipo de entrevista são avaliados o relacionamento e a comunicação interpessoal, capacidade de se adaptar às mudanças, habilidades de liderança, capacidade de trabalhar em equipe, proatividade e comportamento frente aos desafios. Também é testado o nível de autoconhecimento de cada candidato.

Para se dar bem nesse tipo de entrevista, o candidato deve se preparar, investindo em seu autoconhecimento e mantendo uma postura sempre positiva.

Entrevista de estresse

Esse modelo de entrevista não é muito utilizado e serve para verificar como os candidatos se comportam diante de situações estressantes.

Um teste que pode ser feito nesse tipo é realizar diversas perguntas ao candidato em ritmo acelerado, fazendo com que ele seja obrigado a pensar em respostas rapidamente. Assim, o entrevistador pode observar como o candidato se comporta diante de situações que necessitam de pouco tempo para sua solução.

O que é uma entrevista estruturada, uma não estruturada e uma semiestruturada?

A entrevista estruturada é um modelo que obedece uma ordem predeterminada de perguntas. Seu objetivo é extrair o máximo de informações do candidato com o mínimo de perguntas possível. O entrevistador, por seguir um roteiro predefinido, possui maior controle da situação, incorrendo menos em erros e em possíveis esquecimentos durante o processo.

Todos os candidatos respondem às mesmas perguntas, facilitando a comparação entre eles e a conclusão da avaliação. A entrevista estruturada pode ser aplicada em empresas de todos os tipos e tamanhos e em todos os processos de recrutamento e seleção.

Veja abaixo alguns exemplos de perguntas que podem ser feitas nesse tipo de entrevista

  • Quais são os seus principais pontos fortes?
  • Quais são os seus principais pontos fracos?
  • Quais são os seus objetivos a curto prazo?
  • Qual a situação mais complicada que você enfrentou e o que fez para sair dela?
  • Por que você escolheu essa carreira?

Por outro lado, na entrevista não estruturada o entrevistador tem autonomia para criar suas perguntas, conforme cada situação. É um modelo mais flexível e que dá mais liberdade ao entrevistador, mas, por outro lado, ele corre o risco de esquecer de perguntar algo importante ao candidato.

Na entrevista não estruturada, o ideal é que o entrevistador defina alguns pontos de interesse para serem abordados, mas deixe a entrevista fluir e formule questões conforme o andamento da conversa. Exemplos de temas a serem abordados em uma entrevista não estruturada:

  • formação acadêmica;
  • experiência profissional e técnica;
  • experiência com liderança de equipes;
  • pretensão de desenvolvimento da carreira;
  • interesses pessoais.

Já a entrevista semiestruturada seria um tipo intermediário entre as duas anteriores. Ela possui um roteiro pré definido de perguntas, mas permite flexibilidade ao entrevistador, a medida que a conversa evolui. Este é o tipo mais utilizado nas empresas, atualmente.

Como escolher o tipo de entrevista ideal?

O tipo de entrevista de emprego ideal depende dos recursos da empresa e também das especificidades do cargo em aberto. É interessante selecionar apenas um modelo, e este precisa ser definido no início do processo de recrutamento e seleção, sem mudá-lo ao longo do processo. Isso porque, dependendo da mudança, pode prejudicar o desempenho do candidato e até mesmo eliminá-lo.

Importante ressaltar o uso da tecnologia como aliada nas entrevistas de emprego. Ela otimiza os recursos financeiros e de tempo e ainda aumenta a possibilidade de expandir a divulgação da vaga para outras regiões, ampliando as chances de atrair os melhores talentos.

Quais as desvantagens das entrevistas de emprego?

A utilização das entrevistas de emprego nos processos seletivos também apresenta algumas desvantagens que precisamos estar cientes, pois podem impactar no resultado da escolha do candidato. O ideal é que o entrevistador tenha conhecimento dessas desvantagens para tentar amenizá-las o máximo possível.

Listamos, a seguir, algumas desvantagens a serem consideradas:

  • falta de motivação do entrevistado;
  • capacidade do entrevistado em responder as questões;
  • técnica escolhida consome muito tempo;
  • respostas falsas do entrevistado, que podem ser tanto conscientes quanto de forma inconsciente;
  • possibilidade do entrevistador direcionar as respostas;
  • preconceitos do entrevistado e do entrevistador.

Como vimos ao longo deste post, existem vários tipos de entrevistas de emprego que podem ser utilizados para melhorar os processos de recrutamento e seleção da empresa. Escolha aquele que esteja mais alinhado com as expectativas da sua organização e não se esqueça que o uso da tecnologia confere muito mais agilidade para os seus processos.

O sucesso do tipo de entrevista escolhido é fundamental para a seleção do candidato mais preparado e para evitar desperdício de tempo e dinheiro com contratações malsucedidas, que precisarão ser refeitas posteriormente.

Se você gostou deste post sobre os tipos de entrevista de emprego mais usados pelas empresas, não deixe de curtir a nossa página no Facebook! Lá você vai encontrar textos tão interessantes quanto este e ficar a par de todas as novidades.

Entrevista por vídeo

atração de talentosPowered by Rock Convert

About

Compleo

Plataforma tecnológica perfeita para seu RH: Compleo ATS: Software de Recrutamento e Seleção que ajuda você a gerenciar as etapas do seu processo seletivo, desde a abertura da vaga, divulgação, triagem, testes, entrevistas e organização de todas as etapas para que você possa contratar o melhor candidato no menor tempo possível. Compleo Vídeo: Software de entrevistas via vídeo que ficam gravadas para serem assistidas a qualquer momento por você, sua equipe ou seus clientes. Ajuda você a não gastar tempo com entrevistas presenciais desnecessárias e também o seu candidato a não ter que se deslocar fisicamente.

Leave Comment