Employee Empowerment: o que é como fazer no trabalho remoto?

É natural que empresas, independentemente de seu porte ou área de atuação, busquem por soluções com o potencial de aumentar seus níveis de produtividade. Nesse contexto, o Employee Empowerment, em Português Empoderamento (ou Capacitação) do Funcionário, surge como uma ferramenta muito útil! Isso ocorre porque ela atua diretamente junto ao colaborador, aumentando seu engajamento.

No novo cenário em que vivemos, porém, a implementação dessa, e de outras metodologias inteligentes de gestão, se tornou mais complexa. De modo que alguns cuidados devem ser tomados para que de fato, ela seja bem-sucedida.

Como um exemplo, podemos citar o home office, que exige uma nova abordagem de Employee Empowerment!

Por essa razão, desenvolvemos este conteúdo com orientações sobre o tema! Leia o artigo e descubra como capacitar seus colaboradores mesmo no trabalho em casa!

Afinal, o que é o Employee Empowerment

Embora muito se fale a respeito do Employee Empowerment, a verdade é que ainda existem dúvidas a seu respeito. Na prática, podemos dizer que empoderar um colaborador significa fornecer a ele conhecimentos e ferramentas para que ele se torne capaz de desempenhar suas funções com um nível muito mais alto de autonomia, abrindo espaço para que ele tome decisões relevantes.

Ao dar esse “poder” aos colaboradores, e ao oferecer a eles um plano de carreira sólido, que aponte de forma clara os objetivos que eles precisam alcançar para serem promovidos, uma empresa aumenta seu engajamento. Engajamento que se reflete em mais produtividade.

A importância da capacitação no processo de empoderamento do funcionário

Para que o colaborador receba essa autonomia, porém, é importante que ele de fato seja bem treinado e orientado por seus gestores diretos. Afinal, uma vez que ele recebe a autoridade para tomar decisões relevantes, seus impactos sobre os rumos da empresa se tornam maiores.

Isso significa que decisões equivocadas podem causar prejuízos maiores para o negócio. É válido ressaltar que esse problema pode ser facilmente resolvido por meio de uma capacitação eficaz, e de uma comunicação direta entre gestor e colaborador.

Por que investir no Employee Empowerment

Não é difícil perceber que as pessoas são mais produtivas quando estão motivadas. Nesse contexto, ao permitir que o funcionário se sinta realmente importante para a empresa, e oferecer a ele uma oportunidade real de crescimento, o Employee Empowerment funciona como um grande fator de motivação.

Mais motivados, os colaboradores tendem a trabalhar mais e melhor, entregando mais resultados.

Além disso, é válido considerar que, ao se sentir parte da companhia, o colaborador tende a olhar para ela de um modo diferente, a se importar mais. Isso abre espaço para que ele use os recursos do negócio de uma forma mais inteligente, o que pode até mesmo reduzir os custos do negócio.

Por fim, é válido ressaltar que o Empoderamento do Funcionário melhora o clima organizacional da empresa. Uma vez que os colaboradores se sentem valorizados, e entendem que de fato podem crescer, eles tendem a ficar na empresa. O que acaba se refletindo em índices mais elevados de retenção e captação de talentos.

Quais os seus principais pilares?

Agora que você entende o que é o Employee Empowerment, e conhece alguns dos seus principais benefícios, é importante conhecer os pontos mais importantes para implementá-lo.

Respeito

Quando pensamos em Empoderamento do Funcionário, um dos pontos mais importantes é o respeito. Afinal, sem esse fator, o colaborador nunca será capaz de se sentir realmente valorizado.

Por essa razão, é importante que os gestores, diretos ou não, tratem todos os funcionários corretamente e se comuniquem com eles de forma adequada.

Quando um feedback negativo for necessário, por exemplo, ele deve ser feito sempre com a intenção de orientar o colaborador. Ele nunca deve ser usado como uma maneira de humilhar pessoas.

A questão é que, a interação entre gestores e funcionários interfere diretamente no sucesso, ou fracasso, do Employee Empowerment.

gestão de talentos na TIPowered by Rock Convert

Capacitação e autonomia

Além do respeito, o funcionário precisa receber a confiança de seus gestores. Nesse momento, a capacitação do funcionário tem destaque. Isso ocorre porque, para que o colaborador receba mais autonomia, ele realmente deve ser capaz de tomar decisões eficientes.

É interessante que os gestores comecem a orientar seus funcionários diretos, ensinando a eles como realizar as tarefas e lhes explicando a importância de cada tarefa e o que a empresa espera alcançar com elas.

Desse o modo, os colaboradores passam a adquirir o senso crítico necessário para agir de acordo com os interesses da companhia.

Comunicação

Ter autonomia não significa exatamente que o funcionário precisa tomar todas as decisões por conta própria. Por essa razão, é necessário que ele tenha um canal aberto com seus gestores, tanto para fazer consultas quanto para informar os resultados de suas ações.

Por meio desse acompanhamento, a liderança da companhia pode orientar o colaborador, para que ele se torne ainda mais eficiente. Além disso, esse nível maior de interação abre espaço para que planos, ou decisões, ruins sejam interrompidos antes que causem danos mais graves.

Como implementar o Employee Empowerment no home office?

Não é uma novidade que, durante a pandemia, pessoas e empresas precisaram fazer muitos ajustes em seu dia a dia. Isso com a intenção de manter o isolamento social e reduzir a disseminação do coronavírus.

Uma mudança muito importante, que ocorreu nesse período, foi a implementação em massa do home office. O que faz sentido, uma vez que muitas pessoas não podem sair de casa para trabalhar.

A grande questão é que essa nova forma de trabalhar acabou criando muitos desafios. Entre eles, a implementação do Employee Empowerment pode ser visto como um dos mais relevantes.

Integração com a empresa

Trabalhando em casa, o contato entre o colaborador, seus gestores e colegas obviamente tende a ser reduzido. A questão é que sem esse contato, o colaborador em questão pode se sentir menos motivado, o que tende a prejudicar seu desempenho.

Para evitar esse problema, é importante que a empresa faça uso da tecnologia para manter um contato mais direto com o colaborador. Nesse cenário, ferramentas como softwares e aplicativos de videochamadas são muito úteis.

A integração entre a empresa e o colaborador também é necessária para que ele tenha acesso às ferramentas e informações de que precisa para desempenhar suas atividades.

A importância de um acompanhamento mais próximo

Como pudemos ver neste artigo, um dos pilares mais importantes do Employee Empowerment é fazer com que o colaborador se sinta participante e responsável pelo desempenho da empresa.

Portanto, para que ele continue a se sentir parte do time, é necessário que os gestores se mantenham em contato com os colaboradores. Mais do que simplesmente fazer cobranças, os gestores devem comunicar o colaborador a respeito da situação da empresa e do impacto de seu desempenho sobre os resultados do negócio.

Além disso, o funcionário deve perceber que, mesmo trabalhando em casa, ele ainda tem autonomia, e que o fato de desempenhar suas funções em home office não o impede de ser promovido.

A relação entre empresas e colaboradores já vinha evoluindo a passos largos, graças ao avanço da tecnologia. O isolamento social, e a necessidade do home office, apenas adiantou esse processo, levando um grande número de pessoas a trabalhar em casa.

Levando esse fato em consideração, podemos chegar a conclusão que o trabalho em casa tende a se manter mesmo depois da pandemia. Por esse motivo, é importante que gestores e empresários se preparem para essa nova realidade.

Neste cenário, o Empoderamento de Funcionários, e outras técnicas que otimizam o engajamento de colaboradores, tendem a ganhar ainda mais importância!

Agora que você sabe o que é Employee Empowerment, o que acha de descobrir como aumentar a motivação organizacional? Leia este artigo e entenda os procedimentos necessários para obter sucesso nessa tarefa!


About

Compleo

Plataforma tecnológica perfeita para seu RH: Compleo ATS: Software de Recrutamento e Seleção que ajuda você a gerenciar as etapas do seu processo seletivo, desde a abertura da vaga, divulgação, triagem, testes, entrevistas e organização de todas as etapas para que você possa contratar o melhor candidato no menor tempo possível. Compleo Vídeo: Software de entrevistas via vídeo que ficam gravadas para serem assistidas a qualquer momento por você, sua equipe ou seus clientes. Ajuda você a não gastar tempo com entrevistas presenciais desnecessárias e também o seu candidato a não ter que se deslocar fisicamente.

Leave Comment