Como fazer uma triagem de currículos eficaz?

Com a oferta de emprego escassa e uma demanda de interessados tão grande, selecionar um profissional se torna uma tarefa cada vez mais difícil para o setor de Recursos Humanos, no qual as empresas buscam talentos com aderência à cultura organizacional e profissionais de RH mais estratégicos para atuarem na tomada de decisões.

Para iniciar essa jornada, o primeiro passo é uma triagem de currículo eficiente, que atenda os requisitos solicitados pelo gestor da área em conjunto com as necessidades da organização, na qual todos os profissionais que se candidataram para ocupar determinada posição serão analisados de maneira preliminar.

Essa é uma tarefa necessária porque seria inviável aprofundar-se sobre todos os concorrentes. Além de tudo, muitos não cumprem requisitos básicos para atuar no cargo que pleiteiam.

Como o processo seletivo precisa ser dinâmico e tão eficaz quanto possível, é fundamental realizar uma etapa de identificação inicial. Graças a ela, os esforços poderão ser focados em quem, de fato, tem chances de ocupar a vaga.

Neste conteúdo, vamos apresentar etapas para uma triagem de currículo eficiente e como otimizá-la por meio das ferramentas corretas, tornando essa fase menos operacional, mais dinâmica e produtiva. Não perca essa leitura!

Aplique a tecnologia na etapa

O mercado vem mudando e isso tem gerado impactos diversos, indo até a realidade dos empreendimentos. Uma das questões relevantes nesse sentido é o uso de tecnologia, que vem crescendo e se desenvolvendo ao longo dos anos.

Na triagem de currículos, isso não é diferente. Atualmente, é viável e altamente recomendado utilizar recursos do tipo para acelerar o processo e torná-lo muito mais efetivo.

É o caso de recorrer a soluções em plataformas, por exemplo. Diante dessa escolha, o RH será favorecido com a automação de tarefas, a documentação de dados e o uso de recursos variados.

Além de tudo, as informações podem ser facilmente acessadas de qualquer lugar, o que também contribui para o dinamismo e a agilidade do processo.

Centralize as informações

A divulgação de uma posição a ser ocupada, mais do que nunca, pode acontecer em diversos lugares. Ela pode ocorrer tanto presencialmente quanto on-line, inclusive nas redes sociais. Com isso, surgirão currículos de diversas fontes, em fluxos variados.

Sem visibilidade sobre essas questões, fica difícil analisar os candidatos de um jeito realmente eficiente. Além de tudo, a pulverização de dados pode levar ao retrabalho, como quando mais de uma pessoa faz a revisão do mesmo grupo de currículos.

Portanto, o ideal é centralizar as informações. Busque ferramentas que ajudem a tornar o processo unificado, garantindo que nenhum dado seja desconsiderado nesse momento importante.

Investir em um sistema que transforme a triagem de currículo em uma experiência positiva para todos os envolvidos promove engajamento da equipe de RH e melhora a experiência do candidato no processo seletivo, pois uma plataforma online centraliza a candidatura, oferecendo oportunidades iguais com imparcialidade.

Invista na comunicação da equipe

Dependendo da posição anunciada, o número de currículos que chegam até a empresa pode ser muito grande. Se for o caso, é preciso unir esforços para selecionar os mais adequados.

Nesse sentido, a comunicação da equipe faz a diferença para chegar a resultados melhores. Com a troca de informações, o time consegue encontrar os candidatos ideais, além de a análise ser acelerada.

Para que isso seja possível, a tecnologia no recrutamento vem a calhar novamente. Graças à plataforma, por exemplo, todos terão visibilidade sobre o que está acontecendo. Desse modo, a redução do tempo gasto nessa fase inicial torna-se viável.

Defina os parâmetros para triagem de currículo

Essa etapa está diretamente relacionada à escolha de quem é adequado para uma posição e quem não. Portanto, é fundamental estabelecer parâmetros que serão usados para a análise. Esses critérios devem ser pré-determinados antes da divulgação da vaga pelo líder da área junto com o RH, responsáveis por definir os requisitos necessários para a contratação.

Essas premissas igualam e orientam a atuação, trazendo uma abordagem objetiva. Além disso, é uma maneira de dar prioridade a certos elementos, garantindo que o processo seja praticamente automático.

Para entender melhor, imagine uma posição que exige determinada experiência prévia ou um conhecimento específico. Assim, esses podem ser considerados os dois parâmetros fundamentais para a triagem, definindo que todas as escolhas devem cumprir, no mínimo, esses requisitos.

A priorização, por sua vez, deve ser feita do critério mais abrangente para o específico. Assim, é possível garantir uma atuação bem eficiente. Também é o caso de dar maior atenção para os enxutos ou com escrita melhor, por exemplo.

Comece pelos critérios excludentes

A definição dos parâmetros, inclusive, tem a ver com a atuação de exclusão. Basicamente, fazer a triagem de currículos significa eliminar diversos candidatos, tornando a exigência cada vez maior a fim de encontrar a pessoa certa.

Por isso, o ideal é começar por critérios eliminatórios. Caso a fluência em um idioma seja o aspecto prioritário, todos os currículos com nível abaixo do desejado devem ser descartados. O mesmo vale para experiência, tempo de atuação no mercado, especializações, e assim por diante.

Essa é uma forma de retirar, logo de cara, quem não tem a ver com a chance oferecida. Com isso, é possível empregar melhor o tempo com quem realmente tem possibilidade de ocupar o cargo do jeito esperado.

Um software de recrutamento é capaz de realizar esse processo automaticamente, basta que seja alimentado com as informações de modo correto, tornando a equipe de RH mais ágil e produtiva, liberando tempo para as etapas mais complexas da seleção.

Tenha atenção à aderência à empresa

Cada vez mais tem se falado sobre a importância da manutenção da cultura organizacional, pois ela é capaz de motivar e, principalmente, reter os melhores talentos, promovendo a consolidação da marca empresarial no mercado e alavancando sua lucratividade.

Durante a triagem de currículo, a expectativa é que o candidato esteja em sintonia com o empreendimento. Sendo assim, é fundamental analisar qual é a aderência de quem se propõe a preencher determinada posição.

Uma vez que a seleção inicial tenha sido feita, é viável realizar testes com os profissionais. Mais uma vez, a tecnologia ajuda, já que tudo pode ser feito e enviado online. Assim, é possível conhecer quem tem o perfil desejado para ocupar o cargo.

Além de tudo, o recurso da plataforma permite que todos os resultados sejam salvos, tanto para acompanhamento quanto para comparação. Desse modo, é possível ter o máximo de informações, ajudando a tomar a decisão a respeito da contratação.

Use os recursos de vídeo a favor da etapa

Após realizar todos esses passos da triagem de currículos, restarão algumas opções com forte potencial. Porém, ainda é preciso definir quem é o mais adequado e, para tanto, nada melhor do que uma entrevista.

Até pouco tempo atrás, o encontro presencial era a única forma de avaliar a desenvoltura do candidato e de fazer perguntas diretas. Contudo, os recursos de tecnologia, atualmente, permitem a realização de entrevistas por vídeo.

Por meio delas, é possível falar com os profissionais a distância, evitando-se deslocamentos e diminuindo fortemente os custos, o que facilita a contratação em filiais e de pessoas que gostariam de mudar de cidade.

Além de estabelecer um primeiro contato com os candidatos mais aderentes ao perfil que a empresa precisa, a entrevista por vídeo é uma maneira muito eficiente que o RH tem para esclarecer possíveis dúvidas e até mesmo aplicar testes online, analisando as reações do profissional durante o processo.

Ao incorporar a videoconferência durante a triagem de currículo será possível acrescentar informações relevantes ao cadastro do candidato no sistema, o que facilitará ainda mais na escolha do perfil ideal.

Associando isso a uma boa plataforma, é possível gravar as entrevistas para que vários integrantes da equipe de recrutamento e principalmente o líder do setor solicitante da vaga possam debater sobre o desempenho dos candidatos em um momento apropriado, conhecendo os aspectos desejáveis e o que ainda os deixa em dúvida sobre a escolha.

Finalmente, após essa etapa, a triagem está completa. O processo pode ser finalizado com entrevistas pessoais e, enfim, a contratação.

A triagem de currículo é o primeiro contato que a empresa tem com os profissionais do mercado. A partir dela, é possível analisar diversos fatores, por exemplo, se a vaga foi divulgada de forma correta, qual foi o alcance, que tipo de perfis atingiu — se foi correto ou não. Por meio desses dados, o RH poderá medir se o seu processo está adequado ou precisa de ajustes.

O gestor de Recursos Humanos precisa compreender e atuar de modo que todos os métodos apresentem melhoria contínua. Dessa maneira, a equipe deve ser formada por profissionais engajados, motivados, sempre abertos a novas tendências e tecnologias. Eles devem ser treinados e capacitados para aperfeiçoarem as práticas de recursos humanos, transformando o setor em uma área estratégica e de alta performance, aumentando a credibilidade e efetividade da equipe.

Este artigo foi escrito para que a área de RH entenda a importância de uma excelente triagem de currículo e o quanto sua efetividade garante a seleção dos melhores talentos para a empresa. Com a escolha de softwares apropriados e o uso de entrevistas por vídeo, esse processo é capaz de reduzir tempo, custos e aumentar a perfeição dos procedimentos.

Para aprender mais sobre como otimizar o recrutamento e a seleção da sua empresa, assine nossa newsletter e receba dicas valiosas em sua caixa de e-mail!


About

Compleo Vídeo: Software de entrevistas via vídeo que ficam gravadas para serem assistidas a qualquer momento por você, sua equipe ou seus clientes. Ajuda você a não gastar tempo com entrevistas presenciais desnecessárias e também o seu candidato a não ter que se deslocar fisicamente.

Leave Comment