Big Data no RH: como o uso de dados favorece sua empresa?

Um dos desafios enfrentados por gerentes de RH é a necessidade de selecionar candidatos realmente capacitados em meio a uma grande oferta de mão de obra desqualificada. Essa situação sobrecarrega o setor de recursos humanos, causando lentidão no processo de contratação. Por isso, usar o Big Data no RH é uma ótima solução que poupa recursos e ajuda a encontrar verdadeiros talentos.

Há pouco tempo, o uso de dados não era muito comum no setor de recursos humanos das empresas, considerado uma área bastante subjetiva. Porém, essa realidade vem mudando gradualmente. A quantidade de informações geradas dentro e fora das organizações passou a ser um insumo importante na condução de processos de um RH mais estratégico e da empresa como um todo.

O Big Data é uma das formas de análise de dados que ganha cada vez mais espaço em diversos setores das organizações. Assim, continue a leitura para entender a definição desse conceito, saiba como usar o Big Data no RH e conheça as vantagens dessa prática em sua empresa.

O que é o Big Data?

Para entender o conceito de Big Data, imagine a quantidade de informação disponível na internet. Agora, reflita: apesar de ter acesso a todos esses dados, você utiliza tudo em seu dia a dia? Certamente sua resposta para a pergunta é não. Isso porque esses dados estão disponibilizados de maneira desorganizada, o que dificulta sua absorção e utilização.

O Big Data é um termo utilizado para definir o processo de seleção, coleta, armazenagem e análise de um grande volume de dados. Ele abrange não apenas os dados disponibilizados na internet ou por fontes externas à sua empresa, mas também informações geradas no ambiente interno de sua organização.

Ou seja, essa é uma ferramenta utilizada para transformar dados desorganizados e inutilizados em informações úteis e embasadas, que podem servir para definir processos, tomar decisões e gerar mais e melhores resultados para sua empresa.

O importante para a boa utilização da ferramenta é definir bem as fontes utilizadas, buscar uma grande variedade de informações e prezar pela veracidade, confiabilidade e atualidade dos dados. Alinhando esses aspectos a uma boa análise e cruzamento de dados, você gera informações úteis e confiáveis para sua empresa.

Para quais empresas o Big Data é recomendado?

O Big Data tem sido muito utilizado por empresas do setor de vendas. Com essa ferramenta, é possível analisar o comportamento dos consumidores, a fim de se antecipar e traçar estratégias que otimizem os resultados.

O setor de marketing também tem se beneficiado de maneira notável com essa ferramenta, que permite investigar a fundo as tendências de consumo e até mesmo a percepção que os consumidores têm a respeito de determinada empresa. O Big Data tem tornado as campanhas de marketing mais baratas e eficientes.

Setores financeiros em diversas empresas têm utilizado essa ferramenta para prever oscilações no cenário econômico, a fim de se prevenir. Além disso, instituições bancárias têm melhorado seus processos até mesmo ao conceder crédito, de acordo com uma análise bem detalhada do cliente.

O Big Data surgiu em 1990, mas, no setor de RH, seu uso ainda é recente. Entretanto, essa ferramenta tem se mostrado importante parceiro estratégico para a área. Entenda agora como ele vem sendo utilizado nesse setor.

Como utilizar o Big Data no RH?

O Big Data pode ser utilizado em diversos processos de RH. Confira alguns deles.

Recrutamento externo

Em primeiro lugar, ele se mostra uma importante ferramenta para recrutamento e seleção. Você pode cruzar diversos dados vindos de sua empresa e do ambiente externo para descobrir canais de comunicação com potenciais talentos e encontrar profissionais disponíveis e alinhados aos seus valores para preencher vagas.

Diversas informações úteis a respeito dos candidatos estão facilmente disponíveis em seus perfis nas redes sociais, como o Facebook e o LinkedIn. Esses dados podem alimentar o Big Data, a fim de aumentar a probabilidade de fazer uma boa contratação.

O Big Data vai mais além, podendo até mesmo indicar o quanto determinado candidato está inclinado a permanecer na empresa e se as suas experiências de trabalho anteriores podem influenciar seu desempenho na função a que está concorrendo.

Recrutamento interno e retenção de talentos

O Big Data também permite que você identifique os principais talentos de sua empresa, assim como potenciais líderes para planos de sucessão. Além disso, você pode usar o Big Data para diagnosticar lacunas de conhecimento em seus colaboradores e definir os melhores treinamento e capacitações.

Identificação de tendências e padrões de comportamento nos colaboradores

O Big Data também pode ajudar a identificar tendências e padrões de comportamento nos colaboradores, cruzando dados para identificar elementos que motivam, engajam e os tornam mais produtivos. Além disso, você pode descobrir quais variáveis influenciam no clima organizacional e na satisfação com a empresa por parte de seus funcionários.

Por fim, o Big Data pode ser utilizado para identificar custos desnecessários e brechas para investimento no setor de RH. Isso porque essa ferramenta permite que você faça previsões, e identifique tendências de mercado e de comportamento. Tudo isso traz diversos benefícios para sua gestão de RH e para a empresa como um todo.

Quais as vantagens de utilizar o Big Data no RH?

Entenda agora quais são as melhorias em seu processo de contratação com o uso do Big Data.

Identificação dos principais canais de comunicação

O Big Data permite que você identifique os principais canais de comunicação para atingir, com eficácia, candidatos com o perfil desejado por sua empresa. Dessa forma, você consegue divulgar seu processo seletivo nos meios adequados, aumentando as chances de encontrar talentos alinhados com os valores de sua organização.

Otimização do tempo

Essa ferramenta facilita e agiliza o processo seletivo. Por meio da utilização do Big Data, você consegue realizar a triagem dos candidatos e fazer a identificação de valores de maneira mais ágil, cruzando diversos dados obtidos no próprio processo seletivo ou nas redes sociais do candidato, por exemplo.

Análise preditiva

O Big Data permite que você realize uma análise preditiva em relação aos candidatos. Isso significa que você pode cruzar dados sobre sua empresa, seus colaboradores atuais e os candidatos, com a finalidade de fazer estimativas sobre o sucesso que determinado profissional teria em determinada função caso fosse contratado.

É claro que você não consegue realizar previsões 100% eficazes, por se tratar do comportamento humano. Porém, ao selecionar bem os dados e realizar análises de qualidade, você consegue fazer estimativas eficazes e com alta probabilidade de se concretizarem.

Identificação de falhas

O Big Data permite que você identifique falhas em seu processo seletivo com agilidade. Assim, é possível criar soluções antes mesmo de sentir os impactos dos erros em sua organização.

Tomada de decisão mais coerente

Cruzando diferentes dados e realizando análises precisas, você consegue embasar a tomada de decisão em seu processo seletivo. Dessa forma, você é capaz de tomar decisões mais certeiras, seguras e, o melhor, com qualidade.

Isso impacta a empresa como um todo, pois ela passa a receber talentos mais alinhados e bem preparados para assumirem os cargos disponíveis. Isso reduz custos com demissões e com abertura de novos processos seletivos para repor profissionais inadequados.

Como começar a utilizar o Big Data na empresa?

Como você pode perceber, o uso do Big Data no setor de RH pode trazer inúmeros benefícios para a sua empresa. Você sabe como fazer a implantação do uso dessa ferramenta? Já que o Big Data envolve coletar, organizar e analisar uma quantidade enorme de dados, o ponto de partida é a instalação de um software que cumpra esse papel.

Existem softwares desenvolvidos justamente com o objetivo de auxiliar em processos de recrutamento e seleção. Eles são conhecidos como sistemas de recrutamento e têm a capacidade de agilizar esses conjuntos de procedimentos. Assim, é possível reduzir o tempo para a contratação de um novo colaborador e aumentar a probabilidade de trazer para a empresa um verdadeiro talento.

Como escolher um software que trabalhe com Big Data?

Um dos principais fatores a se levar em conta é a possibilidade de personalização do software para operar sob medida em sua empresa. Afinal, cada organização tem certas particularidades que outras não têm.

É importante também analisar se o sistema tem uma interface amigável e moderna, o que vai facilitar sua utilização. Verifique também se ele permite divulgação automática de vagas em sites especializados e nas redes sociais. Essa automação pode simplificar bastante as atividades do setor de RH.

Outro recurso valioso é a possibilidade de fazer entrevistas por vídeo. Ao contratar uma ferramenta com essa capacidade, você agilizará o processo seletivo, aproveitando melhor o tempo do recrutador e até mesmo do candidato.

Portanto, o Big Data é uma ferramenta que pode ajudar muito em diversos processos de sua empresa. Utilizar o Big Data no RH, principalmente no processo de recrutamento e de seleção, traz vantagens com relação à economia de custos para o setor, além de tornar sua organização mais competitiva. Dessa forma, você cria um diferencial de mercado e aumenta sua probabilidade de obter sucesso.

Nossa plataforma oferece um software voltado para recrutamento e seleção que vai atender às necessidades de sua empresa. Então, para melhorar ainda mais seu setor de RH, entre em contato agora mesmo com o Compleo.


About

Plataforma tecnológica perfeita para seu RH: Compleo ATS: Software de Recrutamento e Seleção que ajuda você a gerenciar as etapas do seu processo seletivo, desde a abertura da vaga, divulgação, triagem, testes, entrevistas e organização de todas as etapas para que você possa contratar o melhor candidato no menor tempo possível. Compleo Vídeo: Software de entrevistas via vídeo que ficam gravadas para serem assistidas a qualquer momento por você, sua equipe ou seus clientes. Ajuda você a não gastar tempo com entrevistas presenciais desnecessárias e também o seu candidato a não ter que se deslocar fisicamente.

Leave Comment