Você já ouviu falar em meritocracia?

Em sua empresa, é comum haver meritocracia? Você sabe do que se trata? Em poucas palavras, a meritocracia é a valorização de pessoas que atingiram as metas impostas ou surpreenderam positivamente, e que acabam sendo elogiadas e reconhecidas como bons profissionais.

A meritocracia é uma forma de as empresas premiarem aqueles colaboradores que geram mais resultados. Mas, será que ela é sempre válida? Quais os erros mais comuns que as empresas fazem ao seguir este modelo? Como agir de forma justa e motivar seus colaboradores, independente de seus méritos? Vamos analisar esses pontos no post de hoje:

Meritocracia: muito além dos benefícios

Muitas empresas, principalmente startups e empresas mais jovens, têm um estilo mais meritocrático: valorizam seus funcionários dando benefícios além dos benefícios clássicos de uma empresa convencional. Em algumas, existem salas de jogos para quando o funcionário está precisando espairecer; em outras o horário é bem flexível; e em outras, existe uma mescla das duas – e várias outras – situações.

Enquanto para muitos gestores conservadores, essas ideias são gastos desnecessários, para startups, essas estratégias são formas de manter a produtividade em alta através do mérito e do entretenimento.

Pesquisas mostram que 73% das empresas com um estilo mais flexível e que segue a meritocracia, tiveram um aumento considerável de produtividade em relação a empresas tradicionais. Ou seja, vale a pena seguir a meritocracia, mas é preciso ter regras bem estabelecidas, estratégias envolventes e ser justo com todos profissionais.

Quando a meritocracia pode ser negativa

Um dos pontos que pode fazer da meritocracia algo negativo nas empresas, é o termo “bater metas”, ou seja, quando empresa impõe um objetivo que deve ser batido ou superado. Algo muito comum entre os profissionais de vendas, é que quando a meta é alcançada ou superada, geralmente há prêmios ao grupo ou individualmente.

O problema nesse ponto, é quando o profissional é realmente bom no que faz, mas nem sempre consegue atingir as metas que a empresa propõe. Existem, inclusive, casos de empresas que denigrem e desmotivam funcionários por não baterem as mesmas.

Longe de uma condição jurídica, muitas empresas não assediam moralmente seus empregados, mas promovem prêmios ou dão maior atenção e valor a um funcionário ou grupo, deixando outros de canto. É importante que hajam estes estímulos, mas com níveis de metas e premiações, para que todos possam ter a oportunidade e consigam atingir o que a empresa espera, mantendo assim a motivação de todo grupo.

Como implementar a meritocracia em sua empresa?

Para implementar a meritocracia em sua empresa, é importante avaliar a cúpula da empresa e ver se a missão e valores dela coincidem com oque a meritocracia propõe. Este sistema é um dos mais democráticos, quando olhamos para a importância que ele dá aos níveis hierárquicos, ao crescimento da empresa e ascensão dos funcionários, sendo um sistema justo que parabeniza os melhores colaboradores.

É importante que sua empresa promova uma concorrência positiva, ou seja, que as metas a serem batidas estimulem a todos profissionais a conquistarem seu lugar ao sol dentro da corporação de uma maneira saudável, leal e natural.

Gostou de nosso artigo? Confira sempre novidades em nosso site para melhorar a gestão de sua empresa.


About

Compleo ATS: Software de Recrutamento e Seleção que ajuda você a gerenciar as etapas do seu processo seletivo, desde a abertura da vaga, divulgação, triagem, testes, entrevistas e organização de todas as etapas para que você possa contratar o melhor candidato no menor tempo possível.

Leave Comment