Qual o impacto das redes sociais no Recrutamento e Seleção

Em 2012, o Facebook, maior rede social do mundo, marcou o impressionante número de 1 bilhão de pessoas cadastradas. Em 2015, marcou outro gol: mais de 1 bilhão de pessoas usando a rede social ao mesmo tempo no planeta. Esse número incrível, mostra a realidade de um mundo que está totalmente conectado, estreitando distâncias, aproximando pessoas e criando novos negócios.

Além do Facebook, outras redes sociais tem crescido como o Linkedin, rede social específica para quem está procurando emprego ou em busca de novas parcerias profissionais. Diante dessa nova realidade, os recrutadores como você, notaram que podem encontrar o perfil ideal de profissional que desejam através das redes sociais.

Mas qual o impacto das redes sociais no recrutamento e seleção de sua empresa? É possível que o perfil de um profissional seja incompatível com uma vaga, ainda que seu currículo seja perfeito, somente por suas ideias e conceitos? O que mais chama atenção em um perfil de rede social que atrai empresas? Vamos ver as respostas a estas questões agora.

Dê adeus ao currículo de papel

Sabe aquela realidade de estar diante de vários currículos de emprego? Aquela montanha de papel que você teria que avaliar um por um? Bom, isto está começando a se tornar algo do passado. Hoje as agências de emprego que estão espalhadas pela cidade, não chamam tanta atenção como as agências digitais como é o caso da Catho ou Vagas.com e você recrutador, deve se focar nesse âmbito online, se quiser encontrar os melhores profissionais.

Os profissionais de RH perceberam que os bons profissionais precisam ser encontrados, e nem sempre eles chegam até essas pessoas através de um simples currículo. As redes sociais tem trazido uma grande ajuda nesse quesito, tornando o perfil de candidatos mais esclarecedor, não mostrando só quem ele é profissionalmente, mas quem pode ser também em seu lazer e vida pessoal e social.

Ou seja, o frio currículo de papel que dá apenas uma visão básica e profissional das pessoas, não é mais suficiente para esmiuçar um potencial candidato. As empresas querem mais do que profissionais que elas paguem bem para serem muitas vezes medíocres, eles querem que esse profissional seja o melhor possível em todos os sentidos de sua vida, para ser de grande valor para a empresa.

As vantagem das redes sociais para conhecer potenciais candidatos

No Linkedin, você pode encontrar bons profissionais e interagir com eles, tendo uma prévia de suas vidas também fora do âmbito profissional. Para ter uma profundidade maior em relação a quem são esses candidatos, o Facebook e Twitter são bons locais para investigar, já que através deles é possível reconhecer pequenos sinais se o candidato é a pessoa mais indicada para aquela vaga ou não.

gestão de talentos na TIPowered by Rock Convert

Lógico que não é só a vaga que deve ser levado em conta, mas sim o perfil e cultura da empresa, pois nem todos os profissionais são liberais assim como também não existem só profissionais conservadores. É preciso separar os dois lados e focar no que a empresa quer e seu estilo, para comparar com os candidatos e ver quais se adaptarão melhor a empresa ou não.

Uma pesquisa recente descobriu que 83% dos grandes empregadores do país e que estão entre as empresas mais desejadas para se trabalhar, buscam seu próximo profissional nas redes sociais. Ou seja, não é só o Linkedin, primeira rede social profissional que os grandes recrutadores procuram, eles também dão uma olhada no perfil do Facebook e de outras redes sociais que o profissional está inserido.

Outra vantagem que as redes sociais nos trás é o contato com os candidatos que não precisa ser mais necessariamente presencial, mas sim via vídeo conferência ou por áudio, sem contar os aplicativos de mensagens como Whatsapp. Mas é possível as redes sociais darem uma má impressão de um profissional?

Quando as redes sociais mostram mais do que o profissional gostaria de revelar

Na verdade não é culpa da rede social, mas sim da pessoa que criou o perfil. Perfis onde há posicionamentos preconceituosos, muitas críticas e nada de soluções, piadas de mau gosto e pornografia ou pedofilia, por exemplo, podem ser descartados na hora, por mais que o profissional seja capacitado.

Um exemplo do poder da rede social, foi o que uma jovem americana passou quando perdeu a chance do primeiro emprego, ao afirmar em uma rede social que no outro dia teria que ir trabalhar em uma empresa horrível. O gerente da empresa viu o desabafo e a dispensou sem dar chances de qualquer explicação.

Exemplos como esse, nos mostram o quanto é importante um perfil de rede social, por mais simples e inofensivo que possa ser. Cabe a você recrutador, avaliar os candidatos não só por um simples currículo ou entrevista, mas se tornar um detetive que analisa e esmiúça a vida digital desses profissionais para adequá-los ou não a empresa para qual está selecionando.

Gostou de nosso artigo? Então não deixe de comentar, curtir e compartilhar nossas informações profissionais para seu negócio e para sua vida.

BANNER_blog_videos


About

Compleo ATS: Software de Recrutamento e Seleção que ajuda você a gerenciar as etapas do seu processo seletivo, desde a abertura da vaga, divulgação, triagem, testes, entrevistas e organização de todas as etapas para que você possa contratar o melhor candidato no menor tempo possível.

Leave Comment