O que é Talent Mobility, qual sua importância e como implementá-lo na empresa?

Em um cenário altamente competitivo, é natural que empresas busquem estratégias e soluções que aumentem seus resultados. Dentre essas estratégias, podemos dizer que o Talent Mobility é uma das mais eficazes.

Isso ocorre porque, ao aplicar essa metodologia, uma companhia tende a elevar os níveis de engajamento de seus colaboradores, o que obviamente a torna mais produtiva! Além disso, graças ao ambiente de trabalho criado por ela, a própria retenção de talentos da companhia tende a ser otimizada.

Depois de conferir essas informações, você gostaria de entender melhor o que é Talent Mobility e descobrir o que fazer para implementá-lo em sua empresa? Leia o artigo e tenha acesso a esse conhecimento!

O que é Talent Mobility?

O Talent Mobility (ou Mobilidade de Talentos) é uma metodologia que visa a criação de uma estrutura organizacional que dê mais liberdade de ação a seus colaboradores, o que abre espaço para que eles atuem em áreas e em atividades mais alinhadas a seus talentos e interesses.

No momento em que vivemos atualmente, em que a competição por espaço no mercado se torna mais acirrada a cada dia, os líderes e gestores têm percebido, de uma maneira mais profunda, a importância de tornar seus negócios inovadores. Isso ocorre porque essa inovação é a grande responsável pela elaboração de produtos mais completos, com o potencial de gerar valor para seus clientes e consumidores.

Para que uma companhia seja de fato inovadora, é importante que seus colaboradores se envolvam na execução de seus processos de um modo diferente, buscando sempre soluções e meios de aperfeiçoar as tarefas executadas.

Embora o ideal seja que a companhia em questão otimize seu processo seletivo para captar esse perfil de colaborador, é inegável que ela também precisa implementar políticas que motivem seu quadro de funcionários.

Neste contexto, o Talent Mobility se apresenta como uma ótima alternativa.

Quais os seus benefícios para uma empresa?

É interessante ressaltar que, uma vez que a companhia permite que os colaboradores se dediquem a atividades com as quais eles já têm uma afinidade natural, o desempenho entregue por eles tende a aumentar. Afinal, estão lidando com tarefas que realmente gostam de executar.

Além disso, o fato de a empresa oferecer ao funcionário a possibilidade de se dedicar a uma área de seu interesse acaba se tornando um diferencial que não é oferecido por outras companhias, de modo que o Talent Mobility torna a empresa mais interessante para o colaborador do que outros negócios.

Outro ponto a ser devidamente considerado é que, em uma companhia, mesmo as de menor porte, é normal que colaboradores diferentes tenham interesse na mesma função. A grande questão é que, como existe uma demanda limitada para ela, os profissionais com melhor desempenho tendem a conquistá-la.

Essa situação acaba gerando uma competição saudável, abrindo espaço para que os funcionários se dediquem ainda mais para apresentar resultados. O que obviamente é benéfico para a companhia!

Como implementar o Talent Mobility?

Agora que você sabe o que é Talent Mobility e conhece algumas de suas principais vantagens para sua empresa, é hora de descobrir os procedimentos necessários para implementá-lo! Continue a leitura e tenha acesso a esse conhecimento!

Mobilidade de horários

Quando pensamos na mobilidade acarretada pelo Talent Mobility, ela não se resume apenas à capacidade do colaborador em interagir com outras áreas e atividades da companhia, mas sim a um aumento de autonomia, o que pode acarretar até mesmo em uma flexibilização de horários.

A ideia por trás dessa flexibilização é garantir que o colaborador seja mais produtivo. Afinal, só porque uma pessoa passa 8 horas por dia em uma empresa, em uma escala fixa, não significa que ela desempenha bem suas funções.

indicadores de RHPowered by Rock Convert

Nesse caso, se isso tornar o colaborador mais produtivo, não seria mais interessante permitir que ele trabalhe menos horas? Ou deixá-lo trabalhar em escalas diferentes?

É importante, porém, que essa flexibilização esteja atrelada ao aumento do desempenho e da eficiência dos colaboradores, de modo que, se esses resultados não forem alcançados, ela não vale a pena.

Por esse motivo, é necessário que estratégias como essa sejam implementadas aos poucos, para que os profissionais de RH e o time de gestores sejam capazes de verificar seus resultados.

Home office

Quando pensamos em flexibilização, o home office pode ser considerado o melhor exemplo. Afinal, ele abre espaço para que o colaborador desempenhe suas tarefas de casa. Uma vez que boa parte dos profissionais deseja ficar mais perto de seus entes queridos e evitar problemas como o trânsito, oferecer esse tipo de colação acaba sendo um diferencial para a empresa.

É importante, porém, que o profissional selecionado para esse modelo de trabalho tenha um perfil alinhado a ele. Afinal, o Talent Mobility deve beneficiar tanto o colaborador quanto a empresa, de modo que, se a produtividade do colaborador cair, a estratégia não compensa.

Nesse contexto, é interessante que apenas os colaboradores mais engajados e organizados sejam selecionados para esse tipo de colocação. Um cuidado que, além de garantir a qualidade do trabalho do colaborador, ainda acaba levando os demais funcionários a se esforçarem mais para estarem aptos a esse tipo de posição.

Programas de qualificação

Um dos pontos mais relevantes do Talent Mobility é o fato de que ele cria oportunidades para que os colaboradores da companhia se dediquem a áreas e atividades relacionadas a seus interesses.

Levando esse fato em consideração, a companhia pode ir além e criar programas de qualificação oferecendo benefícios como bolsas de estudos em universidades. Tal estratégia é interessante para a companhia porque aumenta a qualificação de seus colaboradores, o que acaba se refletindo positivamente em seus índices de eficiência.

Além disso, essa ajuda oferecida pela empresa é muito bem-vista pelos funcionários, o que os leva a optar por permanecer trabalhando com ela por mais tempo.

Com a finalidade de simplificar a mobilidade de talentos dentro da companhia e de aumentar os benefícios do programa de qualificação para a empresa, o ideal é que as bolsas oferecidas por ele sejam para áreas relacionadas às atividades desempenhadas pela empresa.

Plano de carreira inteligente

Os gestores precisam dar especial atenção ao fato de que, por mais que os colaboradores se sintam motivados a trabalhar em áreas alinhadas aos seus interesses, dificilmente eles ficarão muito tempo em uma companhia que não lhes ofereça perspectivas de crescimento.

Por essa razão, é importante que a empresa crie um plano de carreira claro, que demonstre os requisitos que o colaborador precisa alcançar para ser promovido.

Além disso, a avaliação de desempenho precisa ser feita de maneira justa. O responsável por ela deve sempre dar um feedback positivo ao colaborador, para que ele continue se dedicando mesmo que não seja promovido na avaliação em questão.

Conforme os colaboradores têm acesso a novas informações e conhecimentos, suas possibilidades aumentam, de modo que é natural que eles comecem a buscar por posições mais alinhadas aos seus interesses e objetivos. Nesse cenário, a disputa de empresas pelos melhores talentos tende a se tornar cada vez mais acirrada.

Para lidar com essa situação, as companhias precisam implementar estratégias que otimizem a retenção de talentos, como o Talent Mobility.

Agora que já sabe o que é Talent Mobility, você tem planos de implementá-lo em sua empresa? Ou prefere aplicar outra solução para aumentar a retenção de talentos? Deixe um comentário e compartilhe conosco a sua opinião sobre esse assunto!  

About

Compleo ATS: Software de Recrutamento e Seleção que ajuda você a gerenciar as etapas do seu processo seletivo, desde a abertura da vaga, divulgação, triagem, testes, entrevistas e organização de todas as etapas para que você possa contratar o melhor candidato no menor tempo possível.

Leave Comment