Software de recrutamento e seleção x site de empregos: qual a diferença?

A transformação digital tem proporcionado mudanças significativas na forma como as empresas angariam talentos e realizam seu sistema de contratação. No entanto, como muitas organizações ainda estão potencializando suas tecnologias de RH, há diversas dúvidas sobre como se beneficiar dessas ferramentas.

Entre esses questionamentos está a diferença entre um software de recrutamento e seleção e os sites de empregos. Cada um tem funções específicas e complementares, portanto, a utilização de um deles não exclui a relevância do outro.

Vamos entender mais sobre esse assunto? Continue a leitura deste artigo!

Qual o papel do software de recrutamento e seleção e do site de vagas?

A principal diferença nos papéis de um software de recrutamento e seleção e de um site de vagas de emprego está na finalidade de cada um.

Os sites de emprego posicionam-se como um importante canal de divulgação das vagas ofertadas e atuam como captadores de talentos. Como eles atingem diferentes perfis de candidatos, é sempre válido associar a vaga a diversos sites para aumentar a abrangência da divulgação.

Essas páginas também facilitam que o candidato seja direcionado para o site da própria empresa, em que podem ser alocados detalhes da vaga e outras ofertas, bem como a candidatura e as etapas do processo seletivo.

Além disso, é fundamental vincular os sites a um sistema independente de recrutamento e seleção, para que a análise dos melhores perfis seja facilitada.

Os softwares de recrutamento e seleção, por sua vez, estão presentes em toda a jornada do candidato até a contratação. Nessa jornada, podemos destacar as seguintes etapas:

  • definição criteriosa de requisitos para a ocupação da vaga;
  • divulgação da vaga;
  • pré-triagem;
  • triagem por meio de filtros, testes técnicos e entrevistas por vídeo, a fim de otimizar as etapas presenciais e gerar economia com ligações telefônicas;
  • entrevistas presenciais;
  • comunicação com candidatos em qualquer circunstância, tanto com relação a detalhes do processo seletivo quanto feedbacks.

Com a alta volatilidade dos colaboradores, que facilmente migram de uma organização para outra quando encontram alguma insatisfação, é fundamental que você desenvolva sua marca empregadora a partir de processos seletivos consistentes.

Para tanto, é preciso demonstrar a valorização de seus colaboradores, sobretudo por meio de ações que apontam a cultura da empresa já na hora de atrair talentos e conduzir as etapas avaliativas.

Dessa forma, é importante investir em uma estratégia de recrutamento e seleção eficaz, que não se restrinja aos canais de divulgação da vaga.

Quais são os tipos de recrutamento e seleção?

Existe uma variedade de formas de recrutamento e seleção. Aplicá-las da maneira correta contribui para encontrar o profissional mais qualificado e posicioná-lo no local ideal, de maneira eficiente para o negócio. Veja, abaixo, quais são elas e como funcionam, resumidamente.

Recrutamento interno

Essa forma de seleção, como o próprio nome sugere, acontece dentro da empresa. São oferecidas chances de reaproveitamento dos próprios talentos da organização, os quais podem ser promovidos para cargos de maior responsabilidade ou realocados para outros postos.

O recrutamento interno é utilizado por muitas organizações, e há casos em que a abertura de vagas para o mercado só acontece nas categorias de base da pirâmide organizacional. Cargos de liderança, por exemplo, são disputados sempre por profissionais da própria casa.

Recrutamento externo

É o mais comum, quando as empresas vão buscar seus talentos no mercado e, depois, realizam as etapas do processo seletivo. Pode acontecer para qualquer cargo da pirâmide organizacional, mas é amplamente utilizado para vagas de categorias de base.

Para captar talentos, as empresas anunciam as vagas por meio de diferentes canais, como o citado site de empregos, as redes sociais e outros tipos de anúncio e, em seguida, iniciam diversas etapas seletivas. Além disso, podem atrair os candidatos por meio de parcerias com empresas de RH, entidades de classe, centros de formação profissional e universidades.

Ainda, há estratégias como o headhunting, que consiste na abordagem discreta e sigilosa de uma rede limitada de contatos para que eles ocupem cargos de gerência na empresa. Para tal, é costume a contratação de consultorias especializadas.

Recrutamento misto

Trata-se da combinação dos recrutamentos interno e externo. O objetivo é conciliar a aquisição de novos profissionais para o quadro de colaboradores, ao mesmo tempo em que há a valorização dos já existentes. Pode acontecer de três maneiras:

  1. ênfase para o modelo interno: abre-se um processo seletivo internamente e, em caso de insucesso, inicia-se a busca por talentos fora da organização;
  2. ênfase para o modelo externo: inverso ao modelo interno, o processo começa externamente e só depois estende-se à participação dos colaboradores da empresa;
  3. modelo concomitante: é quando o processo seletivo é aberto de maneira simultânea tanto aos colaboradores da empresa quanto a profissionais do mercado, o que gera igualdade na competição.

Recrutamento online

É quando a empresa utiliza a internet para os modelos de processos seletivos. A maneira mais eficaz é por meio da utilização de softwares de recrutamento.

Com essa estratégia, é possível alcançar um número muito maior de candidatos, graças à formação de um banco de dados consistente. Além disso, devido ao auxílio de uma série de filtros, o processo se torna automatizado e só prosseguem os interessados que se encaixam no perfil desejado.

Tudo isso acontece de forma automática, inclusive o disparo de mensagens de aprovação/reprovação e feedbacks, o que evita erros e problemas de comunicação que prejudiquem a imagem da empresa.

Como as funcionalidades de um software de recrutamento e seleção ajudam o RH?

Investir em processos seletivos inteligentes é a principal forma de conseguir os candidatos ideais e ampliar significativamente a margem de acerto na hora de uma contratação.

Por isso, um software de recrutamento e seleção é construído com uma série de funcionalidades que se adaptam à realidade de sua empresa, de maneira que haja otimização das etapas e melhor comunicação e relacionamento com os candidatos, além da redução de atividades repetitivas e do tempo. Há também maior economia financeira

Veja como fica cada fase do processo seletivo com o suporte de um software especializado.

Criação da vaga

A criação da vaga é facilitada, já que existem algumas funcionalidades, como modelos descritivos e clonagem de vagas.

Divulgação

O software consegue integrar-se a todos os canais online, tais como sites de emprego e agregadores, redes sociais e páginas de carreiras.

Candidatura e triagem

Os formulários de candidatura podem ser personalizados e associados aos diferentes canais de divulgação, de maneira que se evite cadastramento duplo. Ainda, é possível incluir triagem com movimentação automática da etapa.

Também é possível ter filtros de pesquisa por palavra-chave, para encontrar candidatos aderentes aos requisitos da vaga.

Testes

Podem ser realizados testes online com correções e movimentações de etapas automatizadas.

Entrevistas por vídeo

Para evitar encontros presenciais desnecessários, essa solução consiste no envio de vídeos ou mesmo em encontros por videoconferência. Além disso, ela facilita a participação de candidatos que estejam distantes do local das entrevistas.

Comunicação

A comunicação também é otimizada por meio do envio de mensagens e feedbacks automáticos aos candidatos.

Por meio do software, é possível disparar e-mails em massa com informações sobre o andamento do processo seletivo, agendamento e comunicados de aprovação ou reprovação. Ainda, essa comunicação pode ser personalizada por meio de templates de padronização.

Autoavaliação

O software também permite a criação de indicadores e relatórios que permitam ao RH avaliar a estratégia do processo seletivo e propor melhorias em cada etapa.

Como você pôde perceber, a tecnologia é indispensável para a inteligência dos processos seletivos quando o objetivo é que sua empresa atraia os melhores talentos do mercado. Cada etapa deve ser desenvolvida com estratégia, incluindo-se a divulgação das vagas que deve ser feita por meio de um número diversificado de mídias, entre as quais estão os sites de emprego.

Por isso, para saber com mais detalhes como adotar de vez um software de recrutamento e seleção em sua empresa, entre em contato conosco já!


About

Compleo ATS: Software de Recrutamento e Seleção que ajuda você a gerenciar as etapas do seu processo seletivo, desde a abertura da vaga, divulgação, triagem, testes, entrevistas e organização de todas as etapas para que você possa contratar o melhor candidato no menor tempo possível.

Leave Comment