Entrevista por vídeo no RH: Como analisar o seu candidato

Wagner Costa Santos Recrutamento como Negócio, Recrutamento Interno Tags:, , , ,
1
Entrevista por video no RH

Com a tecnologia, os processos seletivos ganharam novos recursos, fazendo com que ficassem mais rápidos. A entrevista por vídeo no RH está cada vez mais comum, permitindo que sejam analisados diversos aspectos do candidato, agilizando assim a seleção.

O ideal é que esse vídeo seja gravado usando softwares para RH, além de possuírem vários recursos como compartilhamento, eles permitem que o recrutador assista a entrevista e avalie o material quando puder e quantas vezes for necessário.

A dinâmica é bem simples, o candidato terá de responder a perguntas específicas previamente desenvolvidas pelo recrutador que posteriormente analisará as respostas e o desempenho do entrevistado.

De acordo com as respostas é possível avaliar se o candidato é de fato interessante para participar de outras avaliações e até mesmo de uma entrevista presencial.

Assim se consegue diminuir o número de convocados para entrevistas presenciais, reduzindo os custos e otimizando o tempo do selecionador.

Mas, para que esse método seja realmente efetivo, é preciso analisar alguns fatores fundamentais na gravação enviada pelo candidato.

Apresentação do candidato

Os cuidados com a vestimenta e higiene devem ser observados, não é porque ele não está na frente do entrevistador que deve estar desleixado.

A forma como ele se apresenta, pode ser um dos primeiros indícios da preocupação com o marketing pessoal e o grau de profissionalismo.

Em uma empresa tradicional, na qual é preciso usar roupas formais, gravar um vídeo de regata e bermuda já demonstra a dissonância em relação à empresa.

A apresentação pode ajudar a identificar se ele conhece um pouco sobre a empresa e se está adequado com a sua cultura.

Conhecimento da língua

O domínio sobre o idioma é de fundamental importância, ainda mais quando se trata de cargos de alto nível hierárquico. Deve ser analisado se as frases são construídas corretamente, seguindo as normas cultas e se o vocabulário é amplo.

Quando for necessário o domínio de outro idioma para a vaga, a mesma análise deve ocorrer. Nesse caso pode ser solicitado que algumas perguntas sejam respondidas no idioma nativo e outras na língua que está sendo avaliada.

Clareza na comunicação

O candidato precisa conseguir se expressar de forma clara, ou seja, deve transmitir o que está pensando e se fazer entender. É muito importante que nessa e nas demais etapas do processo seletivo, quem está concorrendo à vaga consiga organizar as ideias.

Deve haver objetividade nas respostas, se questionado sobre um determinado tema é sobre ele que a análise deve ser feita. Se houver um grande desvio da resposta em relação ao que foi questionado, é possível que o grau de compreensão seja falho ou a pessoa não consiga se expressar.

Linguagem não verbal

A linguagem não verbal, ou expressão corporal podem dar grandes indícios sobre quem gravou o vídeo. A maneira como a pessoa se senta na cadeira já demonstra o seu interesse. Se ela está largada indica um certo descaso, já quando sentada de forma ereta e até um pouco inclinada para frente demonstra grande interesse.

O desvio de olhar em relação à um questionamento pode indicar um desconforto com a pergunta, assim como estar buscando uma resposta. É preciso saber identificar bem o que cada gesto quer dizer para não fazer uma interpretação errada.

Entusiasmo do candidato

Identificar qual o grau de entusiasmo do candidato também é importante e isso pode ser identificado com o tom de voz. Aliado a isso a forma como as respostas são apresentadas, demonstram se realmente há interesse na vaga ou se ela foi vista apenas como um oportunidade, mas sem causar grande interesse.

Conhecimento técnicos e experiências passadas

O currículo apresenta alguns conhecimentos do candidato, mas quando ele explana sobre a experiência profissional, com exemplo de situações já vividas, eles ficam mais evidentes.

A forma como o assunto é apresentado, ajuda a demonstrar se o conhecimento é profundo ou superficial. A entrevista por vídeo também permitirá saber se todas as informações apresentadas no currículo são verdadeiras.

As experiências passadas serão bastante válidas para saber como as situações cotidianas serão enfrentadas e como a pessoa irá lidar com elas. Um profissional que se demonstra reativo, não é o mais indicado para cargos que exijam planejamento, por exemplo.

Analisar a entrevista por vídeo do seu candidato vai requerer técnicas e observações bastante parecidas com a de uma entrevista pessoal, porém, com a vantagem de poder parar, retroceder e avançar para observar todos os detalhes.

Como a gravação fica armazenada em um software de Recrutamento e Seleção, pode ser vista e revista a qualquer momento por várias pessoas, até que se chegue a uma conclusão.

Entrevista por vídeo no RH, um caminho sem volta

A entrevista por vídeo é uma grande tendência, com ela você pode reduzir mais de 80% do tempo que você gasta habitualmente com a triagem de candidatos. Aproveite e não deixe de conhecer a pesquisa que realizamos sobre o tema.

Com certeza o candidato certo chegará muito mais rápido nas fases presenciais onde testes psicológicos, entrevista e dinâmicas definirão o profissional mais adequado para a vaga em questão.

One comment on “Entrevista por vídeo no RH: Como analisar o seu candidato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você está pronto para levar seu recrutamento e seleção ao próximo nível?