RH Mobile: entenda o que é e como aplicá-lo na sua empresa

O RH passou por grandes transformações nos últimos anos. De um setor estritamente focado nas rotinas de departamento pessoal (DP) para um departamento com estratégias e dados consistentes. Nesse processo, as novas tecnologias deram início ao RH Mobile.

Hoje, praticamente tudo pode ser feito com alta mobilidade. Não é preciso estar preso ao ambiente de trabalho, menos ainda à mesa do escritório. O treinamento, por exemplo, pode ser feito em casa por meio da internet. O mesmo vale para entrevistas de seleção.

Quer saber mais sobre o tema? Descobrir o que é e como aplicar o RH Mobile em sua empresa? Então continue a leitura do artigo que preparamos para você.

O que é RH Mobile?

Em tradução livre, significa algo como “RH móvel”. Consiste em um RH que não está enraizado dentro da empresa e nem em uma mesa de escritório, mas que pode atuar com maior liberdade e, também, oferecer isso aos profissionais. Não é um “RH fixo”.

Essa mobilidade só pôde acontecer graças aos avanços da tecnologia. Hoje, muitos softwares de ponta são desenvolvidos pensando exclusivamente na gestão de pessoas e permitem a realização de tarefas complexas. Isso, claro, com agilidade e precisão.

Veja o processo de recrutamento e seleção (R&S): antes, a entrevista só poderia ser feita presencialmente, comumente no escritório da empresa. Hoje, toda a entrevista pode ser feita por vídeo, sem local fixo, o que garante mobilidade ao selecionador e ao candidato.

O mesmo acontece com o treinamento, que só podia ser feito de maneira presencial e dentro da organização. Na atualidade, existem plataformas de ensino a distância e cursos produzidos pensando em dispositivos mobile, como smartphones, notebooks e tablets.

De todo modo, a mobilidade representa o futuro do RH. A liberdade de trabalhar onde, quando e como quiser é atraente, além de garantir maior satisfação e produtividade. Isso reforça a necessidade de um “RH Mobile”, que não está preso em um único lugar.

Como aplicar o RH Mobile na prática?

É preciso fazer uma transição entre o RH tradicional e o móvel. A questão-chave é: como isso pode ser feito? Não há um guia específico, mas alguns passos são mais producentes e podem ser usados. Por exemplo, conscientizar a equipe sobre a necessidade de mudança, integrar novas tecnologias e conseguir um orçamento superior com a alta administração.

Determine os processos que serão mudados

O RH tem uma grande qualidade de processos. Da contratação até a demissão dos funcionários, passando pela avaliação e treinamento. É difícil modificar todos os processos ao mesmo tempo, então é preciso estabelecer quais são as prioridades.

Quais processos são prioritários? Isso pode mudar de acordo com cada setor e gestor de RH. Selecione 20% dos mais importantes. Em seguida, avalie quais tecnologias podem ajudar a promover a mobilidade. Desse modo, terá mais precisão na mudança desejada.

Realize a gestão da mudança

Mudar nem sempre é um processo fácil. Representa a quebra do status quo, isto é, o modo atual de fazer as coisas. Isso gera medo, resistência e até conflitos. Exatamente por isso, o gestor de pessoas precisa realizar a gestão da mudança para implementar o “RH Mobile”.

Para tanto, primeiro, é preciso conscientizar toda a equipe sobre a necessidade de mudança. Mostre que se trata de algo relevante não só para a empresa, mas para o próprio conforto no expediente de trabalho. Ao longo da mudança, mantenha o time sempre informado.

Conte com a tecnologia em seu favor

Sem tecnologia, é impossível falar em RH mobile. Por essa razão, é preciso pensar em quais ferramentas digitais podem flexibilizar a gestão de pessoas e como integrá-las. Pode ser um software de controle de ponto mobile ou entrevista em vídeo, por exemplo.

No entanto, selecionar a melhor tecnologia pode ser um processo difícil. É preciso analisar os diferentes fornecedores, considerar as funcionalidades da ferramenta e levar em conta o feedback dos atuais usuários. Assim, poderá selecionar a melhor tecnologia.

Conscientize a alta administração

O processo de transformação mobile do RH depende do interesse da alta administração. Os executivos devem estar comprometidos com a modernização do setor e abraçar o uso das novas ferramentas. Para tanto, é preciso conscientizá-los da relevância do assunto.

Mostre que o RH mobile é um custo estratégico, pois permite a redução de outros custos, o aumento da produtividade e acerto nas tarefas diárias. Explique, ainda, os benefícios que podem ser obtidos com o uso de boas tecnologias. Destacamos os principais mais adiante.

Quais os principais benefícios?

O benefício mais evidente é a flexibilidade. Por exemplo, o vendedor não precisará parar de atender um cliente para participar do treinamento. Como está disponível por meio de dispositivos móveis, o treinamento pode ser feito no horário e local mais conveniente.

Essa flexibilidade, por si só, é um forte benefício e pode tornar o empreendimento mais competitivo. Ela permite que mais talentos sejam treinados, participem dos processos do RH e do próprio R&S. Ou seja, o RH passa a ter atividades mais inclusivas aos talentos.

Outra vantagem está no ganho de tempo. Atividades digitais podem ser feitas com maior rapidez. O controle de pontos, por exemplo, pode ser feito pelo smartphone e os relatórios, acessados do tablet. Não é preciso imprimir, tabular ou corrigir certas informações.

Há, ainda, a eficiência econômica. Processos mobile tendem a ser economicamente mais viáveis e geram altos níveis de retorno para a empresa. Não é necessário gastar com processos fixos, que envolvem custos estruturais e demandam mais tempo dos gestores.

Enfim, agora você está por dentro do tema. O RH Mobile representa o maior nível de mobilidade da gestão de pessoas, que pode ser feita por meio de smartphone, notebooks e tablets. Isso gera muitos benefícios, como flexibilidade, economia de tempo e dinheiro.

Todavia, o desenvolvimento do RH mobile depende de uma série de ações. A participação da alta administração, a determinação dos processos que precisam de mobilidade, a gestão da mudança e a integração de boas tecnologias são de grande importância.

E aí, gostou do nosso artigo? Aproveite para continuar aprendendo. Confira nosso e-book que explica a arte de entrevistar. Ele mostra os melhores métodos para planejar, executar e avaliar entrevistas no recrutamento. Vamos lá?


About

Plataforma tecnológica perfeita para seu RH: Compleo ATS: Software de Recrutamento e Seleção que ajuda você a gerenciar as etapas do seu processo seletivo, desde a abertura da vaga, divulgação, triagem, testes, entrevistas e organização de todas as etapas para que você possa contratar o melhor candidato no menor tempo possível. Compleo Vídeo: Software de entrevistas via vídeo que ficam gravadas para serem assistidas a qualquer momento por você, sua equipe ou seus clientes. Ajuda você a não gastar tempo com entrevistas presenciais desnecessárias e também o seu candidato a não ter que se deslocar fisicamente.

Leave Comment