Redes Sociais para Recrutamento e Seleção

Uma nova estratégia em Recrutamento e Seleção

O mundo do recrutamento está mudando e com ele o foco das estratégias também.

Postar vagas de emprego em sites, receber uma enxurrada de currículos de candidatos não qualificados e desperdiçar dias e dias na triagem destes profissionais é algo que não faz mais sentido nos processos de recrutamento e seleção atuais.

Isso não significa que as suas vagas disponíveis não devem ser divulgadas desta forma, mas a estratégia de recrutamento precisa ir muito além disso, já que existem outras formas mais eficazes para encontrar talentos.

Usar as redes sociais como parte da sua estratégia de recrutamento e seleção torna o trabalho mais efetivo, fácil e focado. Ajuda a encontrar candidatos de qualidade, tanto ativos quanto passivos.

Mas, assim como qualquer outra estratégia, o uso das plataformas sociais deve considerar e envolver aspectos fundamentais para o alcance dos objetivos da empresa.

O primeiro passo é definir o objetivo do uso da estratégia, que pode ser, por exemplo:

  • Conectar-se ao maior leque possível de candidatos ativos e passivos;
  • Desenvolver a marca da empresa como empregadora.

Após a definição dos objetivos, é importante conhecer cada plataforma:

LinkedIn

O LinkedIn aumenta seu potencial como ferramenta estratégica à medida que aumenta também o número de perfis criados a cada ano.

Ele é um ótimo local para construir e desenvolver relações estratégicas de longo prazo.

Através da plataforma é possível se conectar com os profissionais mais difíceis de encontrar com o uso de meios convencionais.

O maior benefício do uso do LinkedIn para recrutamento e seleção é o desenvolvimento e expansão de uma rede pessoal de profissionais, onde há o contato direto com possíveis candidatos.

Além disso, com o LinkedIn é possível também construir uma cadeia de referência de talentos, pois quando uma empresa se faz presente na plataforma e desenvolve relacionamentos autênticos, as pessoas realmente se esforçam para indicar outros profissionais para suas vagas. Ou, até mesmo, agem em prol dos processos, se referindo a sua empresa de forma proativa e positiva quando as necessidades de contratação são divulgadas. Atuam como embaixadores e divulgadores.

Mas, para que as pessoas atuem em prol dos seus processos, é preciso que elas tenham uma relação forte com você. Caso contrário, sua empresa não se destacará das centenas de outras presentes no LinkedIn.

Como usar o LinkedIn para recrutamento e seleção:

  • Crie um perfil completo e rico em palavras-chave para a sua empresa: candidatos em potencial procuram empresas por palavras-chave e podem fazer uma lista com as empresas que gostaria de trabalhar;
  • Não se esqueça de disponibilizar as informações de contato da empresa para que o candidato possa, facilmente, entrar em contato com você. Os profissionais podem, por ventura, entrar em contato através de mensagens dentro do próprio LinkedIn. Esteja pronto para respondê-los;
  • Procure por candidatos entre os membros da rede social: pesquisando em palavras-chave os perfis profissionais com as qualificações exigidas listadas como competências ou experiências;
  • A pesquisa por empregador atual ou passado pode te ajudar a selecionar perfis com habilidades e experiências que você procura para sua empresa;
  • Procure candidatos com base em referências de pessoas que você confia: Use a sessão no LinkedIn onde os membros da rede podem recomendar as competências uns dos outros;
  • Peça para que seus funcionários atuais ajudem a encontrar potenciais candidatos passivos: nem todos os profissionais no LinkedIn estão a procura de um emprego novo, mas a maioria está aberta a uma boa oportunidade;
  • Use a sua caixa de mensagens para solicitar ajuda a sua rede de contatos na busca por profissionais qualificados;
  • Participe de grupos no LinkedIn: os membros dos grupos podem possuir interesses, especializações e experiências que você procura em um potencial empregado. Eles também podem conhecer um potencial candidato com o perfil que você procura;
  • Anuncie no LinkedIn as suas vagas disponíveis (serviço pago): a plataforma combina listas de trabalho, pesquisas de candidatos, referências confiáveis e o poder das redes de contatos para lhe dar resultados.


Facebook

Não é coincidência que mais e mais empresas estejam usando o Facebook para recrutamento e seleção.

A plataforma não é apenas um lugar para manter contato com amigos. Grande parte de toda a atividade de procura de emprego está acontecendo no Facebook. Muitos usuários o veem como um canal para descobrir e se candidatar a oportunidades de emprego.

O Facebook possui um grande volume de usuários que, juntos, criam uma grande audiência para sua empresa.

Trabalhar essa audiência como uma estratégia para a efetividade dos seus processos é aproveitar o potencial de divulgação e viralização da rede social a seu favor.

Com isso em mente, você já possui vantagem competitiva em comparação com empresas que não estão recrutando pelo Facebook.

Como usar o Facebook para recrutamento e seleção:

  • Crie (ou atualize) um perfil com informações completas e relevantes sobre a sua empresa: será mais fácil encontrar e ser encontrado por potenciais candidatos se a sua empresa comunicar bem o que ela faz, sua cultura e marca como empregadora;
  • Publique as vagas disponíveis em sua fanpage: aproveite o poder da sua audiência para divulgar as suas vagas. Se muitos dos seus seguidores são fãs da sua empresa, eles também podem se interessar em fazer parte da equipe. Mas, tente fugir do comum e crie publicações criativas, de acordo com o perfil da empresa e vaga. Mais uma vez, deixe as informações de contato bem visíveis para que possíveis candidatos saibam como entrar em contato;
  • Crie um anúncio para a sua vaga: a vantagem de usar esta estratégia é que você poderá escolher o público exato a ser impactado. O gerenciador de anúncios do Facebook irá solicitar uma série de perguntas sobre as características das pessoas que você deseja alcançar;
  • Publique conteúdo sobre a vaga que gere engajamento social: para chamar a atenção de potenciais candidatos, você deve envolvê-los. Crie apresentações ou vídeos sobre a vaga, cultura da empresa e depoimentos. Ou seja, conteúdo que ilustre o que é gostar de trabalhar na sua empresa;
  • Participe dos grupos do Facebook: grupos focados em emprego são ótimos para divulgar vagas e fornecer informações que atraiam candidatos. Participe de grupos específicos para divulgação de vagas como: “Vagas de Emprego São Paulo”, “Vagas de Emprego Engenharia” e também de grupos que não são sobre vagas, mas específicos sobre a carreira como “Engenheiros Eletrônicos de São Paulo”;
  • Use a sua fanpage para pedir por referências: assim como no LinkedIn peça  ajuda aos seus seguidores, funcionários, parceiros e fornecedores na busca pelo profissional ideal.


Twitter

O Twitter também é uma forte ferramenta na busca por talentos e seu uso vem crescendo bastante como estratégia de recrutamento e seleção.

Esta plataforma possui uma dinâmica diferente do LinkedIn e Facebook, principalmente na divulgação das vagas, devido ao limite de 140 caracteres por publicação.

A maneira mais fácil de divulgar uma vaga é criando tweets como: “Procuramos por um Engenheiro Eletrônico em São Paulo, salário competitivo, veja mais (incluir uma url encurtada)”.

Mas, existem outras formas de atrair mais atenção:

Como usar o Twitter para recrutamento e seleção:

  • Assim como no LinkedIn e Facebook, certifique-se de que o seu perfil está completo e com informações de contato;
  • Crie tweets engajadores sobre a sua vaga: compartilhe imagens, vídeos e apresentações sobre a oportunidade de emprego. O uso de depoimentos dos funcionários atuais são uma ótima estratégia em qualquer rede social;
  • Inclua hastags: elas são usadas como uma forma de filtrar e encontrar informações no dentro do Twitter. Você pode usar mais de um hashtag em seu tweet, mas lembre-se do limite de caracteres (140) e seja estratégico na escolha. Alguns exemplos de hashtags que você pode usar: #trabalho, #emprego, #recrutamento, #contratação, #carreira, #vagaEngenharia;
  • Pesquise por candidatos que discutem determinado assunto em uma busca rápida por hastags (palavras-chaves) como: #vagasemSãoPaulo, #vagasEngenharia, #EngenheiroEletrônico, #Engenharia;
  • Faça uma busca rápida também por pessoas que você conhece, por localização, pela indústria ou por interesse, por popularidade e muito mais;
  • Use a sua caixa de mensagens para solicitar ajuda a sua rede de contatos na busca por profissionais qualificados.

Para concluir

O uso das redes sociais pode potencializar sua estratégia de recrutamento e seleção devido ao grande número de usuários presentes nas plataformas e a audiência que ela constrói ao redor da sua empresa.

O poder de viralização faz com que uma simples publicação de vaga se espalhe e atinja pessoas que não seriam alcançadas de outra forma.

Além disso, o uso das redes sociais auxiliam na criação da marca da empresa como empregadora, aumentam o número de referências recebidas e direcionam o tráfego de trabalho.

Se usadas de forma criativa e efetiva, os benefícios transcenderão os parâmetros de recrutamento tradicionais.

Vídeo sobre Redes Sociais para recrutamento


About

10 Comments

  1. Ricardo Wagner Ribeiro

    / Responder

    Ótimas dicas.


  2. Priscila Stuani

    / Responder

    Gostei do artigo, principalmente pelas dicas de como usar as redes sociais a favor do recrutamento e seleção.

    Concordo que o modelo tradicional não pode ser deixado de lado, mas que essa nova vertente pode ser um poderoso apoiador para difundir a marca da empresa e achar mais profissionais.


  3. Edilene Biagio

    / Responder

    Parabéns pela matéria, precisamos mesmo sempre estar atentos com a nova tecnologia e utiliza-la a nosso favor.


  4. CARLA MARIA DE SOUSA PINHEIRO

    / Responder

    Muito boas essas explanações, vale a pena segui-las. Agradeço.


  5. Danieli

    / Responder

    Gostei das dicas.
    Texto bem escrito.


Leave Comment