Qual a influência do recrutamento e seleção na taxa de turnover?

A rotatividade é uma das métricas corporativas mais significativas. Ela pode indicar problemas estruturais sérios em vários setores. Alguns cuidados podem ser tomados para evitar o problema, mas o primeiro passo é compreender a influência do recrutamento e seleção na taxa de turnover.

Neste post, vamos explicar melhor o que é o turnover, como ele impacta a empresa e os cuidados durante a escolha dos próximos funcionários para que a taxa de rotatividade caia e seja mantida sob controle.

Se a sua empresa está com dificuldades para manter os trabalhadores, este post vai ajudar a resolver o problema. Acompanhe!

O que é turnover?

O termo turnover dentro do Recursos Humanos refere-se ao índice de rotatividade de colaboradores dentro de uma empresa. Em outras palavras, ele indica a porcentagem de substituição de funcionários antigos por novos.

Manter as taxas de turnover sob controle é extremamente importante, já que um índice alto é sintoma de vários problemas maiores dentro da empresa.

Essas questões vão desde a contratação até a possibilidade de crescimento, passando pelo volume de trabalho, clima organizacional e ações de engajamento.

Como é calculado?

O cálculo de turnover é feito por meio de uma fórmula muito simples:

o número de funcionários desligados / total de funcionários da empresa.

Esta é a fórmula do turnover geral, que pode ser esmiuçada para calcular os índices de acordo com o motivo do desligamento.

Para um cálculo mais detalhado, é importante fazer entrevistas nas demissões para entender os motivos que levaram a essa decisão, seja por iniciativa do empregador ou do empregado.

Disponibilizamos uma calculadora online para você verificar a taxa de turnover da sua empresa. Clique aqui!

Como o turnover afeta a empresa?

A alta rotatividade de funcionários abala diretamente a produtividade e engajamento da equipe. Afinal, os trabalhadores acabam imprimindo um ritmo e método de trabalho com seus colegas que é totalmente afetado quando as mudanças internas são constantes.

Essas alterações exigem uma reestruturação do time, que inevitavelmente atinge os índices de produtividade. Além disso, ver diversos colegas sendo afastados faz com que a motivação dos profissionais caia.

Também é importante ressaltar que a substituição de um trabalhador sai caro para a empresa. Há todo um custo envolvendo o pagamento dos direitos rescisórios, os novos processos seletivos, a integração e o tempo de adaptação. Por isso, uma empresa com altas taxas de rotatividade também tem o seu orçamento prejudicado.

Outra consequência prejudicial provocada por um quadro de funcionários instável é o employer branding.

A imagem da organização como empregadora é totalmente afetada, afinal, um lugar em que os trabalhadores não param é visto como problemático e evitado pelos profissionais.

Assim, a corporação vai enfrentar dificuldades para atrair os melhores talentos a participarem dos seus processos de recrutamento, caindo a qualidade dos serviços ou produtos.

Qual a influência do recrutamento e seleção na taxa de turnover?

O primeiro passo para diminuir a rotatividade na empresa está em uma seleção consistente.

Afinal, escolhendo os funcionários que se encaixam o máximo possível às necessidades da empresa, é possível evitar recontratações.

Podemos dividir a influência do recrutamento e seleção na taxa de turnover em quatro principais aspectos:

Fit Cultural

O fit cultural é tão importante quanto às competências técnicas na hora de contratar.

A empresa deve levar em consideração o perfil de profissional que costuma se adaptar melhor ao clima corporativo e ao cargo que vai ocupar.

Esse tipo de avaliação aumenta muito as chances de retenção, afinal, é muito comum que um trabalhador desista da vaga pouco tempo após a contratação por dificuldades de adaptação.

Além disso, carregar os valores que são importantes para a empresa impacta não só na qualidade do trabalho, como no desejo de construir carreira no local.

Apuração de competências

As entrevistas e testes de habilidades técnicas devem ser feitos cuidadosamente, a fim de conhecer o máximo possível o perfil do candidato e confirmar as informações apontadas no currículo.

Quando o profissional não tem o que é preciso para exercer o cargo, é natural o seu desligamento ainda durante a experiência.

Outro detalhe importante é averiguar os planos para o futuro desse trabalhador e checar se a organização tem condições para oferecer isso.

Muitas pessoas entram em empresas com o objetivo de se desenvolver profissionalmente, e se a sua corporação não oferece um planejamento de carreira claro e bem estruturado, as chances de uma demissão voluntária são bem grandes.

Remuneração justa

Em tempos de crise, encontramos trabalhadores que aceitam salários mais baixos. Mas a tendência é que essas pessoas troquem o emprego assim que encontrarem uma oportunidade melhor.

Por isso, é importante oferecer um salário justo, dentro do que é praticado no mercado. Além disso, benefícios são interessantes para engajar os trabalhadores.

Embora o aspecto financeiro não seja o maior responsável por um alto índice de turnover, é importante manter um nível salarial interessante para atrair talentos bem preparados e mantê-los trabalhando na empresa por mais tempo.

Experiência positiva de integração

A integração do funcionário é essencial para um bom índice de retenção. Mais de 20% dos desligamentos ocorre nos primeiros 45 dias de experiência, mas 69% dos funcionários que tiveram uma ótima experiência de integração tendem a trabalhar nessa empresa por mais de 3 anos.

A integração dos funcionários é parte do processo de recrutamento e seleção, afinal, é nele em que a organização é realmente apresentada e o trabalhador tem contato com a função que vai desenvolver.

Em muitas empresas, esse processo é marcado por burocracia e excesso de informações. Procure tornar essa integração mais dinâmica e interativa, com o uso de aplicativos para ajudar na fixação do que for realmente indispensável.

Promova passeios na empresa e apresente o trabalhador à equipe. Não esqueça de dar oportunidades para esclarecimento de dúvidas. Os primeiros dias de um contratado na organização podem ser determinantes para as experiências futuras e consequentemente, sua permanência.

Sempre lembre da influência do recrutamento e seleção na taxa de turnover e aplique essas dicas quando estiver montando a próxima equipe. Esses cuidados são importantes para o crescimento da organização ao viabilizar a formação de um quadro de funcionários maduro e consistente.

Sabendo que a empresa conta com os melhores talentos e seu engajamento, fica mais fácil pensar em estratégias de gestão de pessoas que impulsionem essa motivação e retenha os profissionais.

Este conteúdo foi produzido pela Xerpa, fornecedora de uma plataforma completa de RH que desburocratiza processos e centraliza informações, ajudando a otimizar a rotina do departamento.

Para ler mais conteúdos com dicas de gestão de pessoas, acesse o nosso blog!

Gestão de RHPowered by Rock Convert

About

Plataforma tecnológica perfeita para seu RH: Compleo ATS: Software de Recrutamento e Seleção que ajuda você a gerenciar as etapas do seu processo seletivo, desde a abertura da vaga, divulgação, triagem, testes, entrevistas e organização de todas as etapas para que você possa contratar o melhor candidato no menor tempo possível. Compleo Vídeo: Software de entrevistas via vídeo que ficam gravadas para serem assistidas a qualquer momento por você, sua equipe ou seus clientes. Ajuda você a não gastar tempo com entrevistas presenciais desnecessárias e também o seu candidato a não ter que se deslocar fisicamente.

Leave Comment