Por que fazer um bom planejamento anual de RH?

Ao pensarmos no planejamento de RH anual, nós devemos ter em mente que todas as ações de gestão de pessoas precisam estar alinhadas com os objetivos e necessidades da empresa no que diz respeito ao capital humano do negócio.

Isso inclui respeitar as diretrizes da organização, compreender os interesses dos colaboradores e desenvolver uma série de ações motivacionais e de capacitação com o objetivo de reter talentos e manter os profissionais produtivos. Além, claro, de ter atenção às demandas para a realização de processos de recrutamento e seleção.

Para tanto, esse plano deve ser resultado das resoluções e indicações dos gestores de cada departamento, a fim de que o setor de RH cumpra seu papel dentro do planejamento estratégico da organização.

E pensando em ajudar você a ter um processo focado em resultados e desenvolvê-lo com maior tranquilidade, escrevemos este artigo para explicar o que é planejamento de RH e trazer outras informações importantes sobre o assunto. Não perca!

O que é planejamento de RH e quais os impactos no desempenho da empresa?

O planejamento de RH anual é o documento que traça as diretrizes do departamento de gestão de pessoas. Para construí-lo é preciso realizar um mapeamento de todas as ações na área de recursos humanos, para que estas estejam em sintonia com o plano estratégico da organização.

Por isso, o ponto de partida é realizar uma análise aprofundada de todas as necessidades da companhia, a fim de construir intervenções que valorizam a cultura organizacional, garantam um clima favorável e ajudam a impulsionar a produtividade.

Os seguintes itens constituem o planejamento de RH:

  • diagnóstico do clima organizacional;
  • observação do desempenho da equipe;
  • gestão dos processos de recrutamento e seleção;
  • agenda de treinamento e desenvolvimento;
  • controle das remunerações;
  • determinação do número de colaboradores indispensável ao desempenho das tarefas;
  • gestão de liderança;
  • controle de admissões e demissões;
  • alinhamento das relações sindicais;
  • gestão da saúde, segurança e bem-estar;
  • estabelecimento de ações de melhoria.

Como você pôde perceber, esses itens englobam todas as relações com os recursos humanos da empresa e possibilitam que as atividades sejam categorizadas. Dessa forma, o setor de RH atribui à sua atuação nortes estratégicos e evita que as ações fiquem soltas ou se limitem à repetição de tarefas administrativas, que pouco contribui para o desenvolvimento das pessoas.

Assim como um plano de negócios, que impulsiona as atividades centrais da empresa, ao estabelecer um planejamento de RH as chances de você conseguir que os profissionais estejam alinhados com a cultura organizacional aumentam substancialmente.

Isso porque, por meio do planejamento, também é possível prevenir erros, sanar problemas e explorar potencialidades nos colaboradores, as quais certamente passariam despercebidas com a ausência de foco nessa questão.

Além disso, ao passo que o setor de RH passa a ter um papel fundamental do desenvolvimento do capital humano ― que é, em tese, uma de suas atribuições primordiais ―, ele ganha credibilidade na organização. Isso se dá uma vez que as ações passam a acontecer de forma sistematizada e os colaboradores começam a enxergar resultados efetivos em seu crescimento.

Como consequência, a imagem de que a empresa se preocupa com os colaboradores passa a ser propagada, o que é de grande auxílio para a retenção de talentos. Na esteira desse fato, observa-se uma diminuição do turnover e o aumento da atração de profissionais melhores qualificados para os processos de recrutamento e seleção.

Por que os processos de recrutamento e seleção devem ser incluídos?

Toda organização que deseja crescer no mercado precisa contar com um capital humano de alta qualidade. Isso porque o objetivo da contratação dos melhores talentos é propiciar que a companhia agregue todas as competências necessárias para atuar em um ambiente dinâmico e extremamente competitivo.

Ao inserir os processos de recrutamento e seleção no planejamento de RH anual, o setor terá condições de conhecer as expectativas de cada um em relação à aquisição de novos talentos, possibilidades de recrutamento interno e, principalmente, realizar melhor gestão das vagas a serem preenchidas ao longo do ano.

Com essas informações, é possível organizar-se antecipadamente e estabelecer as estratégias mais adequadas para cada perfil de profissional desejado pela empresa. Como resultado, você consegue estruturar as etapas com maior eficiência e utilizar as ferramentas mais adequadas para avaliação dos candidatos.

Se o setor de RH desconhece as demandas de contratação de profissionais e não antecipa suas estratégias, é muito provável que seus processos de recrutamento e seleção também sofram com falhas que afastam os melhores profissionais da empresa. Portanto, incluir essa questão no planejamento de RH é indispensável.

Quais são as dicas para um planejamento de RH eficiente?

Agora que está mais claro por que é importante investir no planejamento de RH anual, veja quatro dicas que separamos para fazê-lo com eficiência.

Analise o momento atual da empresa

Para que seu planejamento de RH ganhe a eficiência desejada, você precisará compreender a realidade atual do negócio e qual posicionamento o setor de RH deve tomar diante dela. Trata-se de fatores internos e externos que impactam na vida organizacional e que geram uma dinâmica diferenciada na atuação da empresa.

A partir disso, de maneira contextualizada, crie objetivos e metas claras que nortearão as ações ao longo do ano. É importante que essas metas sejam mensuráveis e tenham prazos determinados para seu cumprimento, a fim de gerarem resultados positivos.

Delimite as estratégias

Uma vez traçados os objetivos e metas, é importante determinar quais estratégias serão necessárias para modificar o cenário previamente identificado.

Por exemplo, se for constatado que a ausência de capacitação profissional está prejudicando o desempenho da empresa, é preciso implantar uma agenda de educação continuada dentro da companhia. Como será isso? Quais as ações de curto, médio e longo prazo que precisam ser implementadas.

O mesmo vale para mudanças na legislação. Como elas impactam os colaboradores e a empresa? Que tipo de campanha deverá ser feita em face das novas normas e qual sua duração?

Ou, ainda, a empresa deseja abrir uma nova filial e deverá recrutar 300 colaboradores. Como será o processo seletivo?

Invista em tecnologia

Ferramentas de gestão de RH são importantes para que o planejamento anual seja feito com o apoio da tecnologia. Essa é a forma mais eficaz para garantir a segurança dos dados, evitar erros e retrabalhos que podem prejudicar o andamento das ações propostas.

Além disso, com a adoção de um software é possível integrar os gestores de cada departamento, compartilhar informações, organizar roteiros de ação, ter uma comunicação linear e ganhar agilidade nas tomadas de decisão.

Defina as métricas de avaliação

Para que você possa avaliar a eficiência do planejamento de RH é importante estabelecer métricas de performance, os chamados KPIs (Key Performance Indicator, ou Indicadores-chave de Performance). Eles devem ser escolhidos de acordo com seus objetivos e metas e apontar se as ações estão surtindo o efeito desejado. Veja alguns exemplos:

  • indicadores de competências (habilidades esperadas para cada função);
  • indicadores de desempenho (resultados individuais e coletivos);
  • indicadores de liderança (se os colaboradores estão sendo direcionados positivamente);
  • indicadores de cultura organizacional (satisfação dos colaboradores em relação ao clima e cultura organizacional);
  • indicadores de absenteísmo (ausências e afastamentos por motivo de saúde);
  • indicadores de rotatividade (turnover na organização);
  • indicadores de treinamento (agenda de capacitação profissional);
  • indicadores de recrutamento e seleção (eficiência dos processos seletivos).

Como montar um planejamento de RH?

Realizar um planejamento de RH é importante para que a empresa otimize a realização de suas tarefas e as mantenham alinhadas com o objetivo da organização. Para isso, é necessário analisar alguns fatores e colocá-los em prática, de forma que os resultados sejam mais eficientes.

Conhecer os objetivos organizacionais

Uma área de Recursos Humanos para ser considerada estratégica precisa atuar de forma que o quadro funcional trabalhe em um ambiente com clima organizacional favorável, estrutura ergonômica adequada e ferramentas que otimizam as atividades.

Essas atitudes contribuem para que os talentos estejam sempre motivados, engajados, produtivos e eficientes em suas atividades. A forma mais adequada de realizar essas medidas é conhecendo profundamente os objetivos corporativos.

Por meio dele é possível construir planos de ações favoráveis ao desenvolvimento dos times e mantê-los alinhados à cultura interna. O resultado dessa tática é uma empresa em constante crescimento e profissionais felizes.

Fazer uma reunião com os gestores

Um RH estratégico não pode atuar sozinho, suas atividades devem ser compatíveis com os objetivos dos demais gestores e ouvi-los é a primeira etapa para que o planejamento dê certo.

Cada líder tem sua dificuldade no setor em que atua e isso impacta diretamente nos resultados do negócio. Quando o RH atua em conjunto, a probabilidade das medidas serem eficazes aumenta consideravelmente e toda a empresa ganha com essa união.

Analisar a atual situação do RH da empresa

Para que as medidas sejam tomadas de forma eficiente, não basta o RH analisar os demais setores e, sim, começar as intervenções dentro do setor.

Causas como absenteísmo, turnover e conflitos internos são alguns fatores a serem combatidos imediatamente, pois são eles os principais causadores do retardo do crescimento organizacional.

Quando o RH resolve essas questões fica mais fácil e eficiente atuar nas demais ações e gerar um bom planejamento de RH, de forma que os resultados sejam duradouros e a empresa crie uma base sólida para seu crescimento.

Desenvolver planos de ação

Os planos de ação são a última etapa para um planejamento de RH eficiente, pois a partir do mapeamento dos obstáculos que impedem a conciliação das estratégias do RH com os objetivos da empresa é possível criar métodos de enfrentamento capazes de sanar os problemas apresentados.

Em conjunto com os demais gestores e o comprometimento de todos é possível desenvolver planos de ações criativos e eficientes, a fim de alinhar de forma estável as estratégias do RH com as metas corporativas e obter sucesso nos resultados.

Conhecer o que é planejamento de RH e aprender a desenvolvê-lo com o objetivo de formar as estratégias do setor de acordo com os propósitos corporativos é importante para que, assim, a empresa possa construir bases sólidas para seu crescimento e fortalecimento de sua marca.

A grande tarefa do Recursos Humanos é investir de forma adequada em seu corpo funcional, pois são eles o motor que move a instituição na direção correta. Portanto, desenvolver o profissional é valoroso para construir equipes motivadas, engajadas e produtivas, capazes de oferecer o melhor para a empresa, pois estão alinhadas com a cultura interna.

Definir um planejamento de RH é o primeiro passo para ampliar a atuação no departamento de forma contextualizada com a organização. Dessa forma, consegue-se integrar o setor e proporcionar resultados consonantes com os objetivos empresariais.

E então, nosso conteúdo foi relevante para seu crescimento profissional? Que tal complementar a leitura com nosso post sobre mapeamento de processos de RH e aprimorar seus conhecimentos?

Gestão de RHPowered by Rock Convert

About

Plataforma tecnológica perfeita para seu RH: Compleo ATS: Software de Recrutamento e Seleção que ajuda você a gerenciar as etapas do seu processo seletivo, desde a abertura da vaga, divulgação, triagem, testes, entrevistas e organização de todas as etapas para que você possa contratar o melhor candidato no menor tempo possível. Compleo Vídeo: Software de entrevistas via vídeo que ficam gravadas para serem assistidas a qualquer momento por você, sua equipe ou seus clientes. Ajuda você a não gastar tempo com entrevistas presenciais desnecessárias e também o seu candidato a não ter que se deslocar fisicamente.

Leave Comment