Entenda o que outplacement e como aplicar na sua empresa!

Mesmo em um cenário em que a economia dá sinais claros de melhoria, demissões sempre ocorrem. Nesse contexto, conhecer o outplacement e saber como implementá-lo tende a acarretar em uma série de benefícios, tanto para a empresa quanto para o colaborador.

Isso acontece porque essa metodologia, quando aplicada de forma correta, tem o potencial de tornar o processo de desligamento menos traumático para o funcionário e para a companhia, o que tende a reduzir o risco de problemas, como processos judiciais.

Você gostaria de aprender mais sobre o outplacement? Leia o artigo e descubra porque a implementação dele em sua empresa é altamente recomendada!

O que é outplacement?

Ao ser desligado da empresa em que trabalha, o colaborador passa por uma gama de sensações ruins — como medo e insegurança — que, dependendo de sua intensidade, podem até mesmo levá-lo a tomar péssimas decisões. Com a finalidade de tornar esse processo menos traumático, reduzindo seus efeitos negativos sobre os colaboradores e a empresa, o outplacement foi desenvolvido.

De um modo simples e resumido, podemos descrever o outplacement como um conjunto de práticas que auxiliam a empresa desde o planejamento do desligamento de um colaborador, passando pelo momento em que ele é informado a respeito da decisão, até o processo de orientação, que consiste em ajudá-lo para que seja capaz de conseguir, em menor tempo, uma nova colocação no mercado.

Levando em consideração a complexidade dessa tarefa, para que ela seja bem-sucedida é recomendado que seja executada por profissionais qualificados, com expertise em realizá-la.

Porque investir nesse processo é tão importante?

O primeiro benefício do outplacement está diretamente ligado ao social. Afinal, é natural que uma empresa socialmente responsável se preocupe com seus funcionários mesmo no momento do desligamento.

É importante ressaltar, porém, que além de auxiliar o colaborador, a prática tem uma série de vantagens para as companhias. Continue a leitura e descubra alguns desses benefícios!

Redução dos riscos de processos trabalhistas

Por mais que uma companhia cumpra com seus deveres e forneça ao colaborador todos os seus direitos durante o período em que trabalhou e também no momento do desligamento, o fim dessa relação profissional pode prejudicar momentaneamente seu entendimento, levando-o a crer que teve seus direitos lesados.

Nessa situação, as chances de que ele entre na justiça são elevadas, o que pode levar a empresa a gastar tempo e recursos com um processo judicial.

Uma estratégia de outplacement eficiente, por sua vez, permite que os profissionais de RH tenham uma comunicação mais clara com o colaborador, levando-o a compreender a situação e a perceber que seus direitos não foram lesados, e que a empresa está prestando apoio para que ele tenha acesso a novas oportunidades.

Melhor clima organizacional

Não é uma novidade para gestores (principalmente para os de RH) acostumados a lidar diretamente com os colaboradores que o medo e a pressão têm efeitos nocivos, e pode levar a equipe a reduzir seu desempenho. Ao descobrir que a empresa tem uma política de desligamento mais humanizada, os funcionários tendem a se sentir mais seguros, o que reflete positivamente em suas atividades.

Portanto, a adoção do outplacement tem a capacidade de melhorar o clima organizacional, otimizando assim a relação entre colaboradores e gestão.

Renome no mercado

Por fim, assim como ocorre com uma pessoa, ter boa reputação traz benefícios para uma companhia. Isso acontece porque, uma vez que é de conhecimento comum que uma empresa trata seus funcionários de um modo mais humanizado, o número de pessoas interessadas em trabalhar nela aumenta, o que permite que a organização tenha acesso facilitado a novos talentos.

Portanto, ao adotar o outplacement, além de tratar de um modo mais socialmente responsável os colaboradores que estão sendo desligados, uma companhia pode recrutar pessoas mais alinhadas ao seu perfil, e assim melhorar sua operação como um todo.

Como implementar o outplacement?

Agora que você sabe o que é o outplacement e entende como ele pode beneficiar sua empresa e seus colaboradores, tenho certeza de que está se perguntando como implementá-lo, não é mesmo? Pois bem! Continue a leitura e descubra os procedimentos necessários para obter sucesso nessa tarefa!

Planeje o desligamento

Como já foi citado, o processo de desligamento é complexo, principalmente para o trabalhador, que está prestes a perder sua colocação. Para que tudo ocorra de forma adequada, sem equívocos ou transtornos, o momento em que o colaborador é informado a respeito da decisão da empresa precisa ser planejado com muito cuidado.

Os responsáveis por essa tarefa precisam levar em consideração fatores importantes, como o histórico do colaborador e seu perfil pessoal. Com base nesses dados, deve ser definido o melhor dia para comunicá-lo. Além disso, as palavras que serão utilizadas durante o processo precisam ser bem pensadas.

O ideal é que o responsável direto por realizar o desligamento tenha em mente todas as possíveis perguntas que podem ser feitas pelo funcionário, e pense em respostas para cada uma delas.

Execute o desligamento

Provavelmente esse é o momento mais complexo do outplacement, afinal, é quando o colaborador é informado que será desligado da empresa. É fundamental que a pessoa responsável por essa tarefa seja qualificada para lidar com a situação.

Além de conversar com o colaborador de um modo claro e cortês, em um tom adequado à situação, esse responsável ainda precisa explicar a ele a respeito dos recursos que receberá referentes aos seus direitos trabalhistas.

Ajude o colaborador em sua recolocação

Assim que o funcionário é informado sobre seu desligamento e recebe a confirmação de que receberá todos os seus direitos, o passo seguinte consiste em ajudá-lo a voltar ao mercado. Mais do que simplesmente auxiliar o colaborador a criar um currículo, essa etapa consiste em orientá-lo a identificar suas habilidades e opções.

O ideal é que ele termine a reunião com um objetivo claro, seja tentar uma posição como funcionário ou até mesmo abrir o próprio negócio. Caso opte por procurar uma nova vaga, o RH deve orientá-lo a respeito das práticas necessárias para que ele seja bem-sucedido.

Agora, caso o ex colaborador decida abrir um negócio próprio, é interessante recomendar que ele busque o auxílio de instituições capazes de ajudá-lo, como o Sebrae.

Embora o processo de desligamento nunca seja simples, boas práticas elaboradas pela equipe de RH podem tornar todo o processo menos traumático. O resultado dessas medidas é um clima organizacional mais agradável, o que tende a refletir de modo positivo tanto no desempenho da empresa quanto em sua imagem.

Agora que sabe por que o outplacement é tão importante, que tal continuar a receber orientações úteis como essa? Assine nossa newsletter e fique por dentro dos temas mais relevantes!


About

Plataforma tecnológica perfeita para seu RH: Compleo ATS: Software de Recrutamento e Seleção que ajuda você a gerenciar as etapas do seu processo seletivo, desde a abertura da vaga, divulgação, triagem, testes, entrevistas e organização de todas as etapas para que você possa contratar o melhor candidato no menor tempo possível. Compleo Vídeo: Software de entrevistas via vídeo que ficam gravadas para serem assistidas a qualquer momento por você, sua equipe ou seus clientes. Ajuda você a não gastar tempo com entrevistas presenciais desnecessárias e também o seu candidato a não ter que se deslocar fisicamente.

Leave Comment