Como usar a linguagem corporal para avaliar os candidatos no recrutamento?

Para que sua empresa se mantenha relevante no mercado, é natural que o time de gestores opte por captar um pessoal qualificado para preencher seus cargos. Nesse contexto, ferramentas que permitam ao recrutador observar melhor o perfil do candidato têm grande importância. Dentre essas ferramentas, não é um exagero alegar que a linguagem corporal tem destaque, graças à sua eficiência.

Por meio dela, o profissional de RH é capaz de identificar aspectos importantes a respeito do colaborador, o que fornece indicações precisas sobre alguns fatores, como o nível de engajamento do candidato e as suas habilidades interpessoais.

Você tem interesse em tornar os processos seletivos mais eficientes? Leia o artigo e entenda como usar a linguagem corporal a seu favor!

O que é linguagem corporal?

Por mais que um indivíduo se esforce para controlar suas ações e seguir um roteiro previamente estabelecido, algumas reações corporais são tão instintivas e ocorrem de um modo tão natural que não podem ser evitadas. Ao observar esses sinais, que, muitas vezes, duram poucos segundos, o recrutador é capaz de captar informações muito úteis a respeito do candidato, o que lhe permite interpretar o que ele está pensando e sentindo.

Isso ocorre porque, dependendo do sinal, ele pode significar emoções diferentes como:

  • ansiedade;
  • nervosismo;
  • confiança.

De um modo simples e resumido, podemos dizer que esse conjunto de ações, que uma pessoa tende a executar de modo inconsciente, é a linguagem corporal. Visto que ela é uma atitude natural, que o participante de um processo seletivo realiza sem nem ao menos se dar conta, pode ser vista como um indicador preciso de sua verdadeira personalidade.

Quais os principais sinais dessa linguagem?

Uma vez que a linguagem corporal nada mais é do que um conjunto de ações que o corpo humano realiza de modo inconsciente, é fácil presumir que ela conta com uma série de sinais, que podem ser verificados por um observador atento. Dentre eles, podemos citar os elencados abaixo como alguns dos mais úteis para os recrutadores durante o processo de seleção de talentos.

Postura

Um dos principais indicadores de linguagem corporal é a postura do candidato. O interessante é que ela já pode ser avaliada antes mesmo que o processo tenha início, enquanto o candidato aguarda na sala de espera.

De um modo geral, podemos dizer que uma pessoa com postura ruim, que anda com a coluna curvada, a cabeça abaixada e os ombros caídos, passa uma grande insegurança e, até mesmo, timidez. Infelizmente, essas características tendem a ser ruins em um ambiente de trabalho, pois dificultam a relação entre colaboradores. É um problema que pode afetar de forma negativa a sua produtividade.

Aperto de mão

Outro ponto que merece atenção especial, durante a leitura corporal, é o aperto de mão. Isso ocorre porque, por meio dele, o recrutador também pode captar detalhes importantes a respeito da personalidade do participante do processo seletivo.

Por exemplo, um candidato que aperta a mão do recrutador colocando a própria mão sobre a dele, de certo modo, está tentando impor o seu poder e dominar o ambiente. Embora essa atitude aparentemente possa demonstrar iniciativa e confiança, ela pode indicar uma postura dominadora do local de trabalho. Tal característica pode causar uma série de problemas, tanto com os gestores quanto com os demais colaboradores.

Contato visual

Embora a atitude de olhar nos olhos de outra pessoa seja desconfortável para alguns indivíduos, quando esse contato é evitado de forma intensa, pode indicar problemas, como insegurança, falta de confiança ou desconforto.

Levando esse fato em consideração, caso o candidato evite completamente o contato visual durante o processo seletivo, ele pode apresentar problemas de comunicação, o que seria um entrave em sua relação com os demais colaboradores.

Agora, caso ele só tenha essa atitude durante determinadas questões, é possível que se sinta desconfortável em respondê-las, de modo que é interessante que o recrutador insista nelas, para compreender melhor o perfil do candidato. Afinal, essa atitude pode demonstrar que ele não está tão confiante em relação às suas habilidades, ou, até mesmo, que está escondendo algo.

Sorriso

O sorriso é um importante fator na interação social. Afinal, ele demonstra simpatia e interesse. Via de regra, as pessoas só evitam sorrir em situações em que se sentem insatisfeitas ou inseguras.

Portanto, é interessante que o entrevistador preste atenção a esse detalhe durante a leitura corporal. Tomando esse cuidado, ele é capaz de identificar o nível de desconforto dos participantes do processo seletivo e, assim, receber indicações importantes a respeito de suas habilidades interpessoais e de seu nível de confiança.

Por que saber interpretar a linguagem corporal é tão importante?

Durante o processo seletivo, a aplicação de testes e entrevistas é fundamental para verificar o nível de qualificação do participante e detalhes a respeito de seu perfil pessoal e de seus objetivos. A leitura da linguagem corporal é capaz de complementar essas estratégias, permitindo ao recrutador identificar sinais que o candidato gera de forma inconsciente, o que os torna altamente confiáveis.

Nesse contexto, podemos dizer que a leitura corporal é um dos muitos fatores que, combinados a outras metodologias de recrutamento, contribuem para que os processos de captação de talentos sejam mais rápidos e eficientes.

Como a tecnologia pode otimizar a leitura corporal?

É possível que, durante o processo seletivo, o entrevistador esteja tão ocupado que não seja capaz de avaliar, com precisão, a linguagem corporal de todos os participantes. Felizmente, a tecnologia surge com uma série de soluções para esse problema. Um software especializado, por exemplo, é capaz de fazer entrevistas por vídeo e, até mesmo, de realizar a leitura corporal, apontando, para o colaborador do RH, pontos críticos.

Ao fazer uso de tecnologias como essa, o setor de Recursos Humanos é capaz de avaliar a linguagem corporal de um modo muito mais eficaz, o que lhes permite selecionar os melhores talentos com mais facilidade.

Por fim, é importante salientar que os sinais, apurados durante a leitura corporal, não devem ser interpretados de modo isolado. Para que eles, de fato, apontem informações importantes, devem ser combinados a outros movimentos inconscientes do candidato.

Na prática, isso significa que a simples atitude de posicionar as mãos sobre as mãos do entrevistador não é o bastante para definir o perfil de um candidato. Essa informação deve ser combinada com outros sinais de leitura corporal e com os resultados da entrevista e de outros testes realizados pelo recrutador.

Depois de ler este artigo, você sabe como avaliar a linguagem corporal em processos seletivos. Que tal compartilhar o conteúdo em suas redes sociais e ajudar seus amigos a adquirirem esse conhecimento?

About

Plataforma tecnológica perfeita para seu RH: Compleo ATS: Software de Recrutamento e Seleção que ajuda você a gerenciar as etapas do seu processo seletivo, desde a abertura da vaga, divulgação, triagem, testes, entrevistas e organização de todas as etapas para que você possa contratar o melhor candidato no menor tempo possível. Compleo Vídeo: Software de entrevistas via vídeo que ficam gravadas para serem assistidas a qualquer momento por você, sua equipe ou seus clientes. Ajuda você a não gastar tempo com entrevistas presenciais desnecessárias e também o seu candidato a não ter que se deslocar fisicamente.

Leave Comment