Lead time de contratação: entenda o que é e por que é importante

O termo lead time é originário da Engenharia de Produção e significa “o tempo decorrente da chegada de uma solicitação efetuada por um cliente até que seja entregue”.

Assim, o lead time de contratação refere-se ao período entre o início e o fim de um processo seletivo. Quanto menor for esse tempo, mais rápido a empresa chega aos seus objetivos, reduzindo esforços e custos nessa demanda.

Com a adoção de práticas modernas e eficientes, é possível ter melhores resultados. Entenda melhor essa questão e saiba como ter eficiência na redução do lead time, acompanhando este texto!

O lead time de contratação de novos colaboradores

Lead time de contratação, nesse caso, é o tempo de espera entre o início da primeira atividade, ou seja, a solicitação do setor para a contratação de um profissional até a conclusão do processo seletivo, que é a efetivação do candidato.

Sendo assim, esse tempo se relaciona com os processos de RH e envolve:

  • apuração do descritivo da vaga;
  • aprovação do perfil traçado para a vaga;
  • divulgação;
  • captação de talentos;
  • recrutamento e seleção;
  • entrevistas finais;
  • contratação.

Esse processo auxilia o gerente responsável pela contratação na área de RH a pensar no tempo empregado em cada fase, ou seja, do pedido até a chegada do profissional ao setor solicitante.

O cálculo do lead time de uma contratação

Nesse momento, cada caso é um caso, uma vez que cada seleção exige um tempo para se encontrar o candidato ideal. Enquanto que, para funções operacionais, o lead time costuma ser menor, para ocupações mais estratégicas, o período à procura do perfil ideal pode dobrar.

Portanto, não há uma fórmula pronta para ser usada no cálculo do lead time. A determinação varia de acordo com o perfil da vaga oferecida e a qualificação esperada do profissional. Esses itens podem ser utilizados em diferentes etapas, como veremos a seguir.

Etapa 1

O primeiro passo é fazer uma lista com todos os atributos exigidos para a vaga, isto é, todas as competências necessárias para assumir a função.

Etapa 2

A etapa 2 consiste em estabelecer o prazo para captar os candidatos que tenham as competências necessárias para desenvolver a etapa 1. Por exemplo, conseguir um profissional que fale três idiomas demandará mais tempo do que aquele que fale somente o português. Tudo deve ser colocado numa planilha, a fim de mensurar uma média de tempo.

Além disso, se você trabalha de segunda a sexta-feira, precisa acrescentar os dois dias do final de semana ao tempo de entrega.

Por exemplo, quatro dias para recrutamento mais dois dias do final de semana.

Etapa 3

Esta etapa é o momento de adicionar o tempo de espera para as entrevistas coletivas e individuais ao lead time. O total entre as duas entrevistas finais será o lead time estimado para a entrega do trabalho.

otimizar lead time

Resultado final

Some todas as horas investidas nos processos específicos para cada contratação e converta em dias. Por exemplo:

  • um (1) dia para fazer o levantamento do descritivo da vaga;
  • três (3) dias para divulgação mais três (3) dias para o recrutamento;
  • um (1) dia para entrevistas coletivas;
  • um (1) dia para entrevistas individuais;
  • dois (2) dias para final de semana;
  • uma (1) hora de entrevista com a chefia imediata.

Ao total, esse processo resulta em 11 dias e uma hora.

A importância de ter recursos que reduzam o lead time

Diante da relevância do lead time de contratação, é sempre importante buscar recursos que minimizem esse tempo, oferecendo maior dinamismo e assertividade para o departamento de RH.

Isso é possível com o uso de novas tecnologias, como o machine learning e a inteligência artificial, que aos poucos têm colocado recursos recentes no mercado. A capacidade cognitiva dessa ferramenta faz com que a análise do candidato seja ainda mais profunda, trazendo resultados melhores.

A assertividade desde o início do recrutamento e da seleção

Esse trabalho deve ser feito a partir da identificação do perfil que a empresa deseja. Se essa etapa já é feita corretamente, a busca será ainda mais precisa, com os parâmetros exatos, sem que mais tempo seja investido nesse processo.

Quanto mais cedo as exigências são definidas, mais fácil será de encontrar o candidato ideal. Assim, todas as etapas do processo seletivo acontecerão de maneira mais clara ao RH, que saberá exatamente qual perfil de profissional é buscado no mercado.

A seleção por vídeo como recurso eficiente

A seleção por vídeo está entre os principais recursos que ajudam a reduzir o lead time de contratação. Todo o processo é feito online, o que traz uma série de benefícios importantes, gerando economia de tempo e financeira, já que a empresa não precisa preparar-se para receber os candidatos.

Há alguns outros pontos positivos no uso desse recurso. A seguir, acompanhe os principais e entenda como eles fazem da seleção por vídeo uma ótima opção para reduzir o lead time na hora de recrutar um novo talento.

Dispensa o deslocamento e amplia possibilidades

A seleção por vídeo torna o processo seletivo mais abrangente, o que possibilita incluir candidatos de mais locais, até mesmo fora do estado, mas com disponibilidade para mudança. O deslocamento pode ser um problema para quem mora longe, algo facilmente superado nesse recurso.

Essa amplitude de alcance permite ao RH avaliar candidatos qualificados que, em processos presenciais, talvez não tivessem disponibilidade de ir até a empresa.

Entrevista pode ser feita a qualquer hora

A entrevista por vídeo pode ser feita a qualquer hora, já que ela acontece online. Isso facilita a disponibilidade dos candidatos, além de ajudar, também, o time de recrutamento, que não precisa de uma preparação maior antes de começar.

Com essa possibilidade, o time de recrutamento não precisa ficar preso a um período específico do dia em que direciona para as entrevistas. O vídeo permite ao setor adaptar-se melhor a esses momentos, ampliando as possibilidades de horários.

Aumento da produtividade do RH

Realizar entrevistas é algo que demanda tempo e organização, o que naturalmente exige bastantes esforços do setor de RH. Esse processo mais complexo atrapalha o lead time de contratação, além de influenciar a produtividade do setor.

Com o uso do recurso de vídeo, em um processo prático e ágil, sobra muito mais tempo para se dedicar a outras demandas, até mesmo realizar outras entrevistas em um mesmo dia. Assim, a produtividade do departamento aumenta consideravelmente, graças a práticas modernas e eficazes.

O lead time de contratação é um fator importante que precisa ser revisto e trabalhado pelas empresas. Quanto menor for esse tempo, maior o desenvolvimento da empresa, que passará por processos de seleção com mais eficiência e precisão.

Uma plataforma digital de gestão de processos seletivos pode ajudar a sua empresa a reduzir esse tempo, além de organizar as etapas do recrutamento. A Compleo é referência nessa tecnologia! Entre em contato conosco para saber mais!


About

Compleo ATS: Software de Recrutamento e Seleção que ajuda você a gerenciar as etapas do seu processo seletivo, desde a abertura da vaga, divulgação, triagem, testes, entrevistas e organização de todas as etapas para que você possa contratar o melhor candidato no menor tempo possível.

Leave Comment