Hard Skills: o que são e como identificá-las

Hard skills e soft skills têm sido temas recorrentes na gestão de Recursos Humanos nas empresas. Mas, você sabe o que eles significam?

Skills é um termo em inglês que pode ser traduzido para o português como habilidade, competência — ou seja: a aptidão para executar algo. Assim, hard skills e soft skills são nomenclaturas destinadas às competências técnicas e comportamentais de uma pessoa.

Essas duas juntas são fundamentais para o sucesso de um profissional e devem ser observadas pelos recrutadores na avaliação que antecede uma contratação.

Neste post você vai aprender o que são hard skills e como identificá-las nos processos seletivos. Acompanhe!

Afinal, o que são as hard skills?

Essas são habilidades possíveis de serem quantificadas. Também podem ser ensinadas ao longo de processos de aprendizagem, dentro e fora da empresa. Exemplos de hard skills:

  • graduação;
  • MBA;
  • mestrado ou doutorado;
  • proficiência em uma determinada língua;
  • certificações específicas;
  • cursos técnicos;
  • manuseio de ferramentas;
  • operação de máquinas;
  • habilidades em programas de computador;
  • cálculos;
  • escrita;
  • desenvolvimento de softwares.

De modo geral, é possível mensurar se um determinado profissional possui hard skills por meio de testes práticos ou até mesmo por questionamentos sobre a sua formação, os livros lidos, treinamentos e cursos que participou ao longo da carreira.

Como as empresas podem identificar as Hard Skills no processo seletivo?

Ao estruturar a descrição de uma vaga, é importante fazer o detalhamento de quais são as habilidades — tanto técnicas (hard) quanto comportamentais (soft) — que a empresa pretende identificar nos candidatos para o cargo em aberto.

Isso é importante para facilitar a avaliação e para que os profissionais de Recrutamento e Seleção (R&S) possam ter uma mesma régua para todos os candidatos.

Por exemplo: se a vaga em aberto for para um analista de marketing, é muito importante destacar algumas habilidades hard, como:

  • ter conhecimento de ferramentas de análise de mercado;
  • saber fazer apresentações e defesa dos produtos/serviços;
  • possuir conhecimento em sistemas de informática.

Todas essas habilidades podem ser avaliadas por meio de testes práticos.

Quais são as Hard Skills mais valorizadas?

Essas habilidades, de forma geral, são descritas no formulário de candidatura que o profissional envia para a primeira etapa de um processo de recrutamento.

As hard skills mais valorizadas pelas organizações dependem, de forma direta, do cargo e tipo de função a ser desempenhada pelo profissional dentro da empresa.

Veja o exemplo: no setor fiscal de uma companhia, conhecimentos sobre legislação tributária é uma hard skill desejável. Já no setor de TI, o domínio de linguagens de programação pode ser uma hard skill indispensável.

No momento do recrutamento, essas competências podem ser observadas por meio de avaliações de conhecimento, testes específicos, dentre outros. Alguns exemplos de hard skill mais valorizadas no mercado atualmente.

  • Domínio de PHP
  • Gestão de Projetos
  • Gestão de Pessoas
  • Domínio de um segundo idioma
  • Mecânica de motores
  • Programação
  • Domínio de Excel avançado
  • Contabilidade
  • Operação de máquinas

Hard skills X soft skills, qual a diferença?

O que difere de maneira mais significativa as hard skills e soft skills é a capacidade de comprová-las. Enquanto a hard skill pode ser ensinada e aprendida, as soft skills são competências inerentes de cada profissional.

No entanto, isso não significa que as soft skills são capacidades inatas, ou seja, que não podem ser desenvolvidas.

Nesse cenário, tanto a hard como a soft skills são fundamentais para o sucesso de um profissional dentro de uma organização.

Como traçar o perfil desejado do funcionário para o cargo, antes de iniciar o processo seletivo?

Antes de anunciar a vaga, é importante traçar o perfil desejado e fazer o escopo das competências desejadas. Veja a seguir o passo a passo que preparamos para você!

Mapeamento

O primeiro passo para traçar o perfil desejado para um cargo é fazer o mapeamento das hard skills e soft skills necessárias para a função. Para tanto, é fundamental considerar o grau de interação com outros colaboradores e até mesmo os valores e a cultura organizacional, bem como as atividades que deverão ser realizadas no cotidiano, alinhadas com os resultados desejados.

Descritivo do cargo

Após desenhar o perfil ideal para cada cargo, a próxima etapa é a elaboração da descrição da vaga. As hard skills são indispensáveis para o preenchimento da vaga e já costumam ser descritas no anúncio.

Conforme mencionamos, elas também podem ser identificadas no documento de inscrição avaliadas por meio de testes já nessa etapa inicial.

Como já citado, para avaliá-las de maneira mais consistente, os profissionais de Recrutamento e Seleção podem aplicar testes de comprovação de conhecimento. Outra forma de comprovar as hard skills é solicitar as cópias das certificações oficiais e conferir se as instituições são reconhecidas e confiáveis.

Já as soft skills exigem uma observação mais detalhada e podem ser verificadas por meio de testes psicológicos, além de serem observadas na entrevista por vídeo e presencial.

Entrevista

A conversa face a face, os testes comportamentais e dinâmicas de grupo ou individuais, em que os candidatos simulam situações do dia a dia empresarial, são fundamentais para um processo seletivo.

Nessas etapas, o profissional de R&S tem a chance de fazer uma observação criteriosa e uma análise profunda para filtrar aqueles candidatos que não apresentam os requisitos desejados para a vaga.

Como vimos ao longo deste post, as hard skills são e continuarão sendo competências fundamentais, e os profissionais de R&S devem ficar atentos a elas para poder fazer as melhores escolhas e, assim, gerar mais competitividade para a empresa.

Além disso, as soft skills também são importantíssimas para uma entrega eficiente e abrigam características cada vez mais almejadas pelas empresas.

Dessa forma, essas duas competências são complementares e precisam ser analisadas de forma criteriosa para montar uma equipe produtiva, equilibrada, motivada e harmoniosa.

Portanto, cabe à equipe de R&S analisar tanto as hard skills quanto as soft skills para estabelecer o perfil ideal de competências para os cargos em aberto nas empresas.

Se você gostou deste post sobre hard skills: o que são e como identificá-las, curta nossa página no Facebook para acompanhar mais conteúdos como este!

Gestão de RHPowered by Rock Convert

About

Compleo ATS: Software de Recrutamento e Seleção que ajuda você a gerenciar as etapas do seu processo seletivo, desde a abertura da vaga, divulgação, triagem, testes, entrevistas e organização de todas as etapas para que você possa contratar o melhor candidato no menor tempo possível.

Leave Comment