Dinâmica de grupo: quais são as mais populares?

Em um processo seletivo para empresas, a dinâmica de grupo é uma das etapas mais importantes. Nela, os candidatos são testados e desafiados em diversas atividades em que precisam mostrar competência e capacidade de trabalhar em equipe. Há vários tipos de dinâmicas, em que características específicas são observadas.

Essas simulações são fundamentais para entender como os candidatos reagiriam em situações diversas no dia a dia de trabalho. Podendo observar de maneira prévia, os recrutadores têm uma noção mais fiel de quem está mais preparado para ocupar os cargos oferecidos.

Neste post você entenderá melhor sobre as dinâmicas de grupo, conhecendo alguns dos modelos mais populares e como eles funcionam. Confira!

Simulação de vendas

A simulação de vendas é a dinâmica de grupo mais praticada nas entrevistas e uma das que mais desafiam os candidatos. A ideia é que eles encontrem soluções de venda juntos, definindo uma estratégia de apresentação. Em um primeiro momento, pode parecer fácil vender algo, no entanto, o desafio está no produto ou no serviço.

Na maioria das vezes, a proposta é inovadora, incomum e até mesmo complexa, com uma oferta pouco comum, o que desafia os candidatos. Eles recebem o briefing sobre o produto e precisam se reunir para discutir a melhor forma de apresentá-lo. É preciso definir marca, preço e, principalmente, um conceito para propor as vendas.

Essa atividade se mostra interessante por estimular a criatividade, a capacidade estratégica para vendas, a organização em grupo e também a persuasão como vendedor. Especialmente para cargos comerciais, essa dinâmica é um diferencial. No entanto, como trabalha qualidades amplas, pode ser usada em várias ocasiões.

Trabalho em equipe

Simples, porém, eficiente, a dinâmica de grupo que propõe o trabalho em equipe é a que mais estimula a demonstração das qualidades pessoais. Cada um dos candidatos deve usar o máximo de suas capacidades para contribuir na solução de uma questão. Nessa atividade, a proposta é desenvolver algo em prol da empresa.

O problema e os recursos são apresentados aos candidatos. Diante do que eles têm como recurso, é necessário se reunir para desenvolver uma solução que seja viável e atenda o que a empresa precisa. O resultado pode ser uma nova ferramenta, um processo de trabalho, um veículo, um sistema, ou algo que entregue capacidade de resolver a questão.

Nessa busca, são observadas a capacidade de trabalho em equipe, a flexibilidade para ouvir e propor ideias, a gestão dos recursos, a criatividade, a comunicação interpessoal e a objetividade. Quanto mais qualidades dessas o candidato reunir, mais interessante para a empresa ele é. O resultado pode ser uma solução definida em equipe, mas alguns se destacarão, naturalmente.

Conselheiros e aconselhados

Nesta dinâmica de grupo, a proposta é avaliar como as diferentes formas de abordagem podem gerar impactos distintos no ambiente de trabalho. A atividade é bem específica e acontece da seguinte forma: os candidatos são divididos em 2 grupos, o de conselheiros e o de aconselhados.

Os conselheiros devem ser direcionados a um perfil de abordagem, que pode ser: autoritário, sugestivo, prestativo, harmonioso e dócil. Ele precisa seguir a linha que lhe for entregue em sua ficha. Já o aconselhado receberá também uma ficha, no entanto, contendo uma característica na qual precisa trabalhar para melhorar.

A atividade consiste em uma apresentação à frente de todos, em que o aconselhado faz essa consulta ao conselheiro, que, nesse caso, deve transmitir a ideia seguindo o perfil de abordagem de sua ficha. Ao final, todos debatem as diferentes perspectivas e comportamentos. A ideia é avaliar como foi lidar com abordagens distintas na atividade.

Mural temático

Atividade simples, o mural temático é uma forma de observar uma série de reações e de qualidades dos candidatos. A proposta é simples: eles recebem cartolina, tesoura, cola e uma série de jornais e revistas. A partir disso, precisam montar um mural sobre um assunto específico, reunindo todos os recortes.

O mural confeccionado deve ser o mais explicativo possível, com informações claras e objetivas sobre o assunto que eles escolheram. Qualquer temática é permitida, desde que esteja dentro do que se encontra nos jornais e revistas. Todo esse trabalho deve ser feito em 10 minutos, desde a definição do tema até a montagem do mural.

Na atividade, há mais uma dinâmica de grupo em que são observadas características como: trabalho em equipe, objetividade, organização, capacidade de cumprir prazos curtos e a integração. É uma ótima dinâmica quebra-gelo, que também possibilita detectar perfis comportamentais de forma clara.

Minha identidade

Pressão, deadlines curtos e a necessidade de entregar bons trabalhos mesmo com pouco tempo podem ser a realidade em cargos de exigência alta. Testar os candidatos em dinâmicas dessa linha é fundamental para observar quem tem perspectiva de desempenhar bem. Por isso, a atividade “Minha identidade” se torna tão importante, ainda que seja bem simples.

Os participantes devem se reunir em um círculo, de posse de uma caneta e uma fita crepe. Com esses materiais eles devem confeccionar um crachá que será a sua identificação durante o processo seletivo. Naturalmente, não é a melhor arte a ser avaliada, mas sim o que ficou mais funcional, mesmo com tão pouco tempo de trabalho.

Os participantes devem mostrar que conseguem ser habilidosos, objetivos e criativos mesmo em situações em que há recursos limitados, mas há a pressão e a necessidade por resultados. São avaliados critérios como a estrutura de crachá que foi pensada, as informações e como o candidato lidou com a pressão de fazer em pouco tempo.

Criação de história

Outra dinâmica muito conhecida, a criação de história tem foco em estimular a criatividade dos candidatos, principalmente quando precisam encontrar soluções em grupo. Funciona da seguinte forma: em equipes de 4 pessoas, eles recebem uma folha com palavras aleatórias escritas em sequência e uma outra folha em branco.

A ideia é que, usando essas palavras, cada grupo desenvolva uma história. Todos os termos devem ser usados e, obrigatoriamente, na sequência exata que foram apresentados. O grupo deve discutir essa utilização e escrever essa história em até 5 minutos. Posteriormente, ela deve ser lida e apresentada para os recrutadores.

Essa técnica também é uma das mais importantes na observação da capacidade de integração dos candidatos. O trabalho é coletivo, em um tempo pequeno e deve ter como base os recursos oferecidos pela empresa. Também são avaliadas qualidades como raciocínio lógico, objetividade e a capacidade de trabalhar em equipe.

A dinâmica de grupo é uma importante ferramenta dentro de um processo seletivo. As análises individuais são fortalecidas quando os candidatos são expostos a atividades que exploram o melhor do que eles podem apresentar. Certamente, a escolha será certeira!

Em busca de sistemas tecnológicos que ofereçam suporte no recrutamento e seleção da sua empresa? O Compleo pode ajudar seu RH! Entre em contato conosco e saiba mais.


About

Plataforma tecnológica perfeita para seu RH: Compleo ATS: Software de Recrutamento e Seleção que ajuda você a gerenciar as etapas do seu processo seletivo, desde a abertura da vaga, divulgação, triagem, testes, entrevistas e organização de todas as etapas para que você possa contratar o melhor candidato no menor tempo possível. Compleo Vídeo: Software de entrevistas via vídeo que ficam gravadas para serem assistidas a qualquer momento por você, sua equipe ou seus clientes. Ajuda você a não gastar tempo com entrevistas presenciais desnecessárias e também o seu candidato a não ter que se deslocar fisicamente.

Leave Comment