Como avaliar currículos: os segredos para contratar o talento ideal!

Saber como avaliar currículos é indispensável para um bom recrutamento e seleção. Afinal, é por meio deste documento que o RH tem o primeiro contato com o candidato a uma vaga, que pode se tornar um profissional produtivo e trazer muito resultado para a empresa.

Porém, nem todos têm a experiência necessária para fazer uma avaliação apurada e capaz de identificar os melhores talentos.

Neste post, vamos apresentar 7 dicas para que você não deixe um bom profissional passar sem ser notado. Acompanhe!

Qual a importância do recrutamento e seleção?

O recrutamento e seleção exige o máximo de atenção e cuidado do RH. Escolher as pessoas mais indicadas para ocupar um cargo na empresa não é tarefa fácil, afinal são diversos aspectos a serem avaliados, dentre competências técnicas e comportamentais.

As organizações que conseguem montar equipes consistentes têm mais chances de crescimento, afinal, vão contar com profissionais motivados e dispostos a fazer sempre o melhor.

Por outro lado, os erros na hora de escolher os próximos funcionários podem trazer uma série de complicações, dentre as quais podemos destacar:

Aumento de custos

A contratação equivocada de um funcionário traz diversos prejuízos à empresa.

Esse profissional tem dificuldades na adaptação e acaba apresentando uma produtividade abaixo da média.

É comum que essa pessoa permaneça por pouco tempo na organização, gerando gastos com o pagamento de direitos rescisórios e a realização novos processos seletivos.

Queda no engajamento

Quando o funcionário se sente deslocado na empresa ou na função que exerce, é natural que o seu engajamento também seja afetado. A baixa motivação impacta o resultado do seu trabalho e pode contaminar toda a equipe, prejudicando a produtividade e o alcance de metas.

Aumento do absenteísmo e turnover

Contratações equivocadas resultam em funcionários desmotivados e que continuam a buscar outra oportunidade no mercado de trabalho.

Por isso, um mau recrutamento acaba aumentando os índices de atrasos e faltas, e consequentemente as demissões (turnover), sejam por iniciativa do empregado ou do empregador.

Danos ao employer branding

Organizações que contratam e demitem com frequência têm sua imagem corporativa prejudicada e acabam sendo reconhecidas no mercado como um local desfavorável para trabalhar.

Fazer uma seleção assertiva diminui a probabilidade de uma demissão a curto prazo, ajudando a proteger o employer branding.

Qual a importância do currículo no processo seletivo?

O currículo é a porta de entrada do profissional na empresa. É nesse documento que ele apresenta todas as suas habilidades, se apresentando para o RH e mostrando a sua trajetória de carreira até aquele momento.

Um currículo bem redigido, claro, sucinto e que traga as informações mais relevantes é um verdadeiro marketing pessoal, ajudando a “vender” o profissional e ajudando a mostrar que ele é um excelente candidato à vaga.

No currículo, o candidato lista a sua formação, experiências e realizações anteriores, cursos complementares, trabalhos voluntários e demais informações que possam ser úteis em uma primeira triagem.

Com uma análise cuidadosa, o recrutador consegue identificar os talentos mais bem preparados, escolhendo quem vai participar das próximas etapas da seleção.

O currículo é o primeiro contato do funcionário com o RH e funciona como uma apresentação das suas habilidades.

Como avaliar currículos?

Para fazer uma análise precisa, algumas práticas podem ser adotadas pelo recrutador. Destacamos as principais dicas para que você saiba como avaliar currículos. Confira:

1. Defina o perfil desejado

Antes de começar a analisar os currículos, é importante definir o tipo de profissional ideal para ocupar a vaga. Levante tudo que é necessário para um bom exercício da função: as competências técnicas, experiências, conhecimentos em softwares específicos, formação, domínio de idiomas etc.

Saber o que é indispensável facilita a triagem dos currículos, diminuindo assim o número de candidatos analisados e otimizando o processo seletivo.

2. Avalie a estética do currículo

A primeira olhada no documento vai dar informações sobre a preocupação com a estética e o poder de síntese do profissional.

É recomendado que o currículo seja o mais enxuto possível, pois se trata de um breve resumo das capacidades do candidato.

Também é importante perceber o cuidado com o português. Uma pessoa que vai se comunicar com clientes por escrito deve saber se expressar bem, e erros na língua portuguesa são extremamente prejudiciais.

3. Analise o desenvolvimento pessoal

Verifique se as experiências estão em ordem cronológica e avalie o desdobramento da vida profissional do candidato, checando se houve progresso.

Procure notar se houve dedicação à carreira e se existem buracos na linha do tempo, questionando essas lacunas.

4. Dê preferência aos currículos com 70% de aderência ao perfil

A definição do perfil de profissional ideal serve como guia para a triagem dos candidatos, porém não deve ser seguida tão à risca.

Procure fazer uma triagem dos profissionais que tenham cerca de 70% de adesão a esse perfil.

Assim eles podem atender ao que você deseja para a vaga, ao mesmo tempo em que você abre espaço para novas competências que possam ser acrescentadas por pessoas com outras experiências.

5. Verifique o nível de idiomas

Cada vaga tem uma necessidade diferente. Para algumas, apenas o básico de inglês é suficiente, para outras é indispensável ter o idioma fluente, ou conhecimentos em espanhol.

Sempre cheque o nível de idiomas indicado no currículo, de acordo com o que é indispensável para a função, e durante a entrevista avalie se o candidato realmente tem o domínio apresentado. Essa avaliação pode ser feita por meio de testes ou na entrevista.

6. Observe as atividades e responsabilidades

Um bom currículo traz as atividades que o profissional realizou nos empregos anteriores. Alguns ainda apresentam os resultados que ajudaram na expansão das empresas. É importante verificar não só a denominação dos cargos ocupados, mas também esse histórico, para conhecer mais a fundo as habilidades do candidato.

7. Conte com um bom software

O recrutamento também sofreu as mudanças provocadas pelo uso da internet e da digitalização de informações. É comum que as pessoas se candidatem às vagas por meio de sites de vagas ou enviando o currículo por e-mail.

A adoção de um bom software de RH otimiza o processo, tornando-o mais moderno e ágil.  Assim, as informações podem ser integradas e a vaga preenchida em menos tempo. A Compleo oferece uma plataforma tecnológica perfeita para auxiliar na seleção de candidatos.

Sabendo como avaliar currículos, as chances de um recrutamento mais acertado e de consequentemente, compor um quadro de funcionários competente e engajado é muito maior.

Aproveite essas dicas e especialize ainda mais os processos seletivos da sua empresa!

Este conteúdo foi produzido pela Xerpa, fornecedora de software de RH que otimiza contratações e demissões, entre outras tarefas burocráticas. Confira no nosso blog demais conteúdos voltados para a gestão de pessoas.


About

Plataforma tecnológica perfeita para seu RH: Compleo ATS: Software de Recrutamento e Seleção que ajuda você a gerenciar as etapas do seu processo seletivo, desde a abertura da vaga, divulgação, triagem, testes, entrevistas e organização de todas as etapas para que você possa contratar o melhor candidato no menor tempo possível. Compleo Vídeo: Software de entrevistas via vídeo que ficam gravadas para serem assistidas a qualquer momento por você, sua equipe ou seus clientes. Ajuda você a não gastar tempo com entrevistas presenciais desnecessárias e também o seu candidato a não ter que se deslocar fisicamente.

Leave Comment