Conheça 5 segredos para atrair bons candidatos

Não é exatamente uma novidade para gestores, principalmente aqueles que trabalham diretamente com o RH, que as empresas têm enfrentado graves problemas na atração de talentos e recrutamento e seleção de candidatos. Isso ocorre porque a tarefa de atrair profissionais verdadeiramente qualificados, que tragam as competências necessárias para a execução do trabalho com excelência, tem sido cada vez mais difícil.

Felizmente, existe uma série de técnicas que abrem espaço para que a empresa se torne mais atrativa, chamando assim a atenção de um número maior de talentos. Você gostaria de aprender mais sobre esse tema tão relevante para o sucesso de uma companhia?

Neste post, vamos apresentar essas técnicas, a fim de que a sua organização possa contar com funcionários mais qualificados e obter maior produtividade. Leia o artigo e descubra os segredos para atrair os melhores profissionais disponíveis no mercado de trabalho!

Por que investir na atração de talentos?

O maior ativo de uma corporação é seu capital humano. A presença de profissionais engajados, com alto grau de conhecimento e capacidade de inovação, faz toda a diferença no crescimento de uma empresa, seja em índices de produtividade ou no aumento da qualidade dos serviços e produtos.

A contratação dessas pessoas depende exclusivamente da capacidade da empresa se vender como boa empregadora, tornando uma vaga em aberto em oportunidade de desenvolvimento individual. Apenas com essa valorização é possível chamar a atenção de pessoas qualificadas e que vão trabalhar com verdadeiro engajamento.

Assim, a vaga será disputada por pessoas competentes, mesmo que elas estejam em outras empresas.

Com uma atração de talentos eficiente, além da melhora na produtividade e lucro, a empresa vai experimentar índices de retenção maiores e um melhor clima organizacional.

Se a cultura favorecer a participação dos funcionários, a corporação contará ainda com boas ideias e projetos capazes de impulsionar o crescimento corporativo.

Como é feita a atração de talentos tradicional?

Em processos de atração de talentos e recrutamento e seleção de candidatos, para chamar a atenção dos profissionais para uma vaga as empresas costumam anunciar o cargo em aberto e, assim, começam a receber os currículos das pessoas interessadas.

A palavra currículo vem do latim curriculum vitae, que significa “carreira de vida”. É por meio deste documento que o profissional apresenta um resumo da sua trajetória profissional, mostrando os locais onde trabalhou, as funções que exerceu, formação, conhecimentos e habilidades.

Com base nas informações dispostas no currículo, o recrutador avalia se o candidato tem os pré-requisitos necessários para ocupar a vaga, convocando-o para uma entrevista ou mantendo seus dados em um banco de talentos, para que ele seja contratado em outra oportunidade.

Como passar a atrair bons candidatos?

Para conseguir chamar a atenção dos talentos mais disputados do mercado, o RH deve realizar ações mais efetivas e complexas do que apenas anunciar a vaga e selecionar os currículos recebidos. É preciso pensar em um posicionamento da empresa, que vai depender de uma série de outras ações. Destacamos as principais.

1. Investir em employer branding

Conforme a sociedade avança e o padrão de vidas das pessoas evolui, elas tendem a se tornar mais exigentes, o que é perfeitamente normal. No momento em que vivemos atualmente, simplesmente abrir uma vaga com salários elevados não é o bastante, pois o colaborador qualificado e cada vez mais exigente busca por oportunidades que de fato sejam benéficas para ele.

Neste contexto, a maneira com que a empresa trata seus funcionários e as oportunidades de desenvolvimento que ela oferece impactam diretamente na sua imagem como empregadora, o que chamamos de employer branding, ou marca empregadora.

Quando esse conceito é aplicado de forma correta, a imagem da empresa se torna tão forte que a simples menção de que a companhia está contratando novos funcionários pode mover centenas ou milhares de profissionais a se candidatarem a essa vaga, mesmo que num nível abaixo do seu cargo atual.

Isso ocorre porque a organização tem um employer branding tão positivo que trabalhar no local se torna uma meta de vida, pois o profissional sabe que tem chances reais de crescimento se for contratado.

2. Melhorar a qualidade de vida e bem-estar

Quando falamos de qualidade de vida dentro do ambiente de trabalho, estamos abordando as condições que a empresa oferece para que o funcionário tenha uma sensação de conforto.

Isso diz respeito não só às instalações físicas, como um local limpo e ergonômico. Cabe à empresa promover um bom clima organizacional e estabelecer uma cultura que priorize o respeito e a valorização dos funcionários.

A grande questão é que, por mais que uma empresa ofereça salários e benefícios, se o clima dentro da organização for ruim, dificilmente pessoas realmente capacitadas, que podem conseguir novas colocações com maior facilidade, permanecerão em seu quadro de colaboradores.

Na prática isso significa que, caso a companhia não contribua para a melhoria do padrão de vida seus funcionários, ela está sujeita a perder seus principais talentos.

Portanto, o bem-estar dos colaboradores é fundamental para alcançar bons índices de produtividade. Principalmente se levarmos em consideração pesquisas que apontam que 1 milhão dos trabalhadores nos Estados Unidos faltam ao trabalho diariamente em decorrência do estresse.

Uma das ações de programas de bem-estar são as ações de redução do estresse financeiro, para saber mais confira esse artigo.

3. Oferecer um bom plano de carreira

Uma pessoa altamente qualificada e eficiente é capaz de encontrar oportunidades com facilidade, principalmente em locais onde a qualificação é tão rara. Nesse contexto, é natural que o profissional dê menos importância ao salário, pelo menos em um momento inicial, e busque por oportunidades de crescer em sua carreira, adquirindo assim status e relevância na organização em que trabalha.

É justamente por esse motivo que, mais do que bons salários ou condições agradáveis de trabalho, as empresas precisam oferecer, para seus colaboradores, verdadeiras oportunidades de crescimento e desenvolvimento profissional.

Essa postura é fundamental para atrair profissionais que investem na própria carreira, ou seja, aqueles que realmente são capazes de oferecer uma bagagem interessante de conhecimentos para a empresa.

Certamente um bom candidato vai preferir trabalhar em um local em que haja o reconhecimento dos seus esforços, sendo recompensado pela sua dedicação, até porque, conforme ele cresce na empresa, seu salário tende a acompanhar sua evolução de cargos.

Por isso, aposte na construção de um plano de carreira transparente e bem estruturado, em que o funcionário saiba exatamente o que deve ser feito para ascender profissionalmente.

4. Divulgação da vaga

Não é nenhuma novidade que a análise das competências e experiências de um profissional demanda tempo, de modo que, quando o número de currículos é muito elevado, o time de recursos humanos pode perder uma grande quantidade de horas, apenas verificando cada competência informada.

Além disso, o excesso de candidatos pode reduzir a eficiência da verificação do RH, o que pode levá-lo a desqualificar talentos que seriam úteis para a empresa. Por esse motivo, é necessário que a empresa busque por talentos onde pessoas com perfis que ela busca se encontram.

Neste contexto, a divulgação das vagas em aberto nos canais corretos faz toda a diferença na hora de atrair o candidato ideal. Para conseguir esse resultado, é necessário primeiro entender o perfil do profissional que você está procurando, e com isso direcionar o anúncio nos espaços acessados por essas pessoas.

A tecnologia é uma ótima ferramenta para otimizar a divulgação, e os recrutadores podem usar as redes sociais ou construir uma página de recrutamento no site da empresa.

Fazer uma boa descrição de vaga também é indispensável para atrair bons candidatos, indicando as competências procuradas e mostrando os pontos positivos da empresa, “vendendo” a oportunidade.

5. Uso de softwares de recrutamento

Outra ferramenta eficiente que, graças à tecnologia, está ao alcance das organizações, é o uso de softwares de recrutamento. Por meio de uma boa plataforma, o time de Recursos Humanos é capaz de gerenciar todas as etapas do processo seletivo, otimizando o tempo necessário para a contratação de colaboradores.

Além disso, as funcionalidades de um software permitem que a identificação das competências iniciais de cada colaborador seja feita com mais facilidade, o que reduz o número de pessoas convocadas para a entrevista e torna o processo seletivo mais direcionado e objetivo.

6. Opte pelo modelo de recrutamento mais adequado

É um fato inegável que cada empresa tem suas particularidades quanto às suas operações internas e relação entre colaboradores. Levando esse fato em consideração, não é difícil chegar à conclusão de que um processo seletivo padronizado pode não ser a melhor solução, afinal, não é certo que ele se alinhe à operação da companhia em questão.

Neste contexto, é fundamental que a companhia realize um mapeamento, que liste todas as suas necessidades e demandas relacionadas ao preenchimento de vagas. O passo seguinte consiste em comparar as vagas disponíveis com o modelo de cultura organizacional adotado pela empresa, com a finalidade de identificar o perfil de colaborador ideal para empresa.

Uma vez que essa informação é apurada, a companhia é capaz de elaborar estratégias para garantir que seus processos de atração de talentos e recrutamento e seleção de colaboradores terão acesso a profissionais com as características que ela está buscando.

7. Crie uma descrição assertiva para as vagas em aberto

Um dos pontos mais importantes para que um processo seletivo seja bem-sucedido é a eficácia com que a empresa, responsável pelo processo em questão, é capaz de comunicar aos candidatos à vaga de trabalho o perfil de profissional que está buscando e também os benefícios que pode oferecer para ele, caso contratado.

Infelizmente, não são poucas as companhias que erram nessa parte, criando descrições vagas e pouco precisas, que falham tanto em passar o perfil de colaborador que estão buscando quanto os benefícios que esse colaborador receberá quando contratado.

Para evitar esse problema, é necessário que o responsável pelo processo de seleção leve em consideração o que a empresa espera do profissional, e então descreva essas características do modo mais claro e direto possível. Além disso, é necessário que ele demonstre os pontos positivos da empresa, colocando assim em prática o employer branding.

8. Se mantenha informado a respeito do mercado de trabalho

Conforme novas tecnologias e conceitos surgem, o mercado evolui de maneira mais rápida, de modo que mudanças significativas podem ocorrer em curtos períodos de tempo. Na prática, isso significa que, caso o departamento de Recursos Humanos não fique atento ao mercado de trabalho, ele pode ficar para trás em suas estratégias, o que tornaria a tarefa de recrutar os melhores talentos ainda mais complexa.

Felizmente, existem diversos métodos para que esse problema seja evitado. De um modo mais simples e direto, podemos dizer que eles consistem em modos de pesquisa para a apuração de dados estratégicos.

Dentre essas pesquisas, podemos citar a análise das práticas adotadas pela concorrência, o perfil dos candidatos que costumam enviar currículos para a empresa e até mesmo a criação de formulários eletrônicos, com questões elaboradas com a finalidade de apurar as demandas mais atuais dos profissionais inseridos no mercado de trabalho.

Por meio de tais informações, o gestor de RH e sua equipe podem criar uma série de estratégias para atrair colaboradores verdadeiramente alinhados ao perfil da empresa.

9. Invista na cultura da empresa

Embora uma boa remuneração e benefícios sejam importantes, a verdade é que um profissional altamente especializado e experiente pode ter acesso a esses fatores em outras empresas, afinal, via de regra a demanda por esse tipo de colaborador costuma ser elevada.

Neste contexto, é interessante que a empresa vá além e forneça para seus colaboradores uma inspiração, algo que faça com que eles se sintam orgulhosos por fazer parte da companhia e que permita que façam parte de uma causa maior. Portanto, é fundamental que a empresa tenha princípios claros e beneficie a sociedade de alguma forma. Defender uma causa social de forma ativa pode auferir esse tipo de resultado.

A grande questão é que, caso a empresa opte por se posicionar em favor de uma causa de interesse, isso precisa ser feito de modo verdadeiro. Caso a companhia simplesmente tente se aproveitar da situação para melhorar a sua imagem, essa atitude pode ter o efeito oposto.

Em um mercado competitivo, em que profissionais qualificados podem afetar de forma relevante a produtividade de uma empresa, a disputa por talentos tende a ser cada vez mais acirrada e complexa. Ao implementar as soluções que foram indicadas, porém, uma companhia tem a possibilidade recrutar colaboradores com maior facilidade.

Este conteúdo foi desenvolvido pela Xerpa, que desenvolveu uma ferramenta capaz de otimizar as tarefas mais burocráticas de Departamento Pessoal, transformando o RH das empresas, aumentando o dinamismo e assertividade dos processos.

Agora que você sabe como fazer a atração de talentos recrutamento e seleção de colaboradores, compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais para que seus amigos também possam ter acesso a esses conhecimentos!

Gestão de RHPowered by Rock Convert

About

Plataforma tecnológica perfeita para seu RH: Compleo ATS: Software de Recrutamento e Seleção que ajuda você a gerenciar as etapas do seu processo seletivo, desde a abertura da vaga, divulgação, triagem, testes, entrevistas e organização de todas as etapas para que você possa contratar o melhor candidato no menor tempo possível. Compleo Vídeo: Software de entrevistas via vídeo que ficam gravadas para serem assistidas a qualquer momento por você, sua equipe ou seus clientes. Ajuda você a não gastar tempo com entrevistas presenciais desnecessárias e também o seu candidato a não ter que se deslocar fisicamente.

Leave Comment