Como a relação entre contratado e contratante impacta na empresa?

A relação entre contratado e contratante mudou bastante nos últimos anos no universo corporativo. Uma pesquisa realizada pela Virgin Pulse, do grupo Virgin, divulgada pelo Valor Econômico, mostrou que a relação entre o contratado e contratante é um ponto chave para o engajamento, já que a felicidade de ambos passa pelo apoio que o contratado recebe do contratante.

Sem dúvidas, isso influencia diretamente o desempenho do negócio. Aproximadamente 60% das pessoas que responderam à pesquisa afirmaram que o relacionamento com o contratante impacta seu foco ou sua produtividade no trabalho.

Nesse sentido, é uma preocupação das empresas criar um ambiente favorável para facilitar o desenvolvimento de processos e otimizar a produtividade dos colaboradores. Afinal, a relação entre contratado e contratante causa impactos na empresa em diversos aspectos, entre eles:

  • produtividade e eficiência;
  • motivação;
  • engajamento;
  • comprometimento com prazos e resultados;
  • criatividade;
  • sentimento de pertencimento e lealdade para com a empresa.

Separamos para você algumas vantagens em manter uma boa relação entre contratado e contratante. Acompanhe!

Diálogos abertos

Um dos principais motivadores de boas performances de colaboradores em uma empresa é a qualidade do relacionamento que eles têm com o líder imediato. Realmente, não há melhor contexto de trabalho para o desenvolvimento profissional de um colaborador, já que a comunicação transparente é ferramenta fundamental para uma relação de trabalho sadia e produtiva.

Para muitos, a maior dificuldade é superar a barreira que, supostamente, existe com o contratante. Uma conversa direcionada com bom senso e postura profissional pode gerar bons resultados, melhorando o relacionamento e a confiança entre contratado e contratante.

Comunicação transparente e feedbacks constantes

Para fazer uma boa gestão de pessoas e manter um relacionamento saudável com os contratados é preciso ouvir mais! Líderes de alta performance não esperam até que um colaborador vá até seu escritório para conversar. Pelo contrário, eles criam circunstâncias para se aproximar deles.

Além disso, é preciso oferecer feedbacks constantes sobre o que o colaborador precisa melhorar em seus serviços, elogiar um trabalho bem-feito e oferecer orientações para o seu desenvolvimento profissional.

Esses retornos são importantes e necessários, pois dão segurança aos membros da equipe, favorecendo a confiança e a produtividade dos contratados.

Maior engajamento da equipe

Na pesquisa realizada pela Virgin Pulse, cerca de 40% dos respondentes indicaram os colegas de trabalho como a principal razão pela qual sentem-se bem na empresa, um salto de cerca de 30% ano a ano. Além disso, 66% afirmaram que o relacionamento com os colegas impacta positivamente seu foco ou sua produtividade no trabalho.

Essa sintonia promove o engajamento da equipe. Por meio de metas e bons direcionamentos, os gestores conseguem zelar por um clima organizacional agradável e produtivo. Com a equipe em harmonia, os resultados tendem a superar as expectativas!

Valorização dos funcionários

Toda pessoa deseja ter seu trabalho reconhecido e, caso o contratante não faça isso, a desmotivação pode impedir a produtividade da equipe, o que terá reflexos negativos em vários setores da empresa.

Por meio de premiações, por exemplo, o contratante demonstra que se importa com o serviço que a equipe presta e, assim, incentiva seus profissionais a ter um desempenho cada vez melhor.

Não se prenda tanto ao valor do prêmio. Muitas vezes, ser reconhecido diante da equipe é um grande passo para motivar o colaborador. Aposte em ideias criativas para atingir a mente e o coração dos funcionários! Happy hours podem ser usados para movimentar a equipe e incentivar a relação interpessoal entre diversos níveis hierárquicos.

Crescimento profissional por meio de capacitação

Por meio de um programa de treinamento bem direcionado, você consegue agradar os seus colaboradores e fazê-los se sentir valorizados.

Além disso, essa atitude gera profissionais mais capacitados para a execução dos trabalhos na empresa, tornando-se, assim, um diferencial competitivo importante para a organização.  E, quando a equipe percebe que o contratante se importa com o seu desenvolvimento profissional, o respeito e a admiração deles pelo contratante aumentam, e a relação entre ambos fica muito mais agradável.

De fato, o contratante que capacita sua equipe demonstra que se importa com o progresso profissional deles, gerando mais lealdade.

Clima organizacional harmonizado

Com um clima ruim, como o líder apresentará os bons resultados de sua equipe para o mercado? Sem o respeito dos funcionários, sua própria posição de contratante fica comprometida.

É aconselhável que você possa proporcionar um ambiente que favoreça o diálogo, de forma que seus contratados fiquem à vontade para interagir, indagar, dividir e confiar. Isso favorece um ambiente colaborativo.

Para o contratado, o melhor é compartilhar ideias e iniciativas de valor agregado para a equipe ou para o trabalho com seu superior. Oferecendo essa liberdade, o contratante aumenta sua credibilidade e força, e os colaboradores se sentirão mais confiantes e motivados.

O resultado é uma corrente de bem-estar, que favorece o desempenho de todos.

Alinhamento entre a vida pessoal e profissional

A mesma pesquisa realizada pela Virgin Pulse revelou ainda que a chave para a felicidade no trabalho não é apenas o dinheiro. Manter uma boa saúde, incluindo aspectos físicos, mentais e sociais, foi o fator número um, indicado por 28% dos participantes.

Assim, é importante incentivar os contratados a manter o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional. Para isso, é importante o contratante buscar negociar horários mais flexíveis, incentivar a prática de esporte e oferecer o suporte necessário em momentos difíceis, como falecimentos e doenças na família.

Respeito e cuidado para manter as boas relações

Por fim, é preciso haver respeito entre contratante e contratado. Normalmente, sentimos respeito pelo outro quando percebemos o interesse pelo nosso bem-estar e, por isso, passamos a confiar.

O respeito é diferente do medo. Alguns líderes acreditam que amedrontar os colaboradores é a chave para mantê-los sob a sua direção, mas isso é um engano e não tem mais espaço no mundo corporativo atual.

A realidade é que um funcionário que tem medo do seu empregador não faz o seu melhor no serviço e, assim, sua produtividade e engajamento são seriamente comprometidos.

Gostou desse post sobre como a relação entre contratado e contratante impacta na empresa? Então curta nossa página no Facebook para ter acesso a mais conteúdos como este!


About

Compleo ATS: Software de Recrutamento e Seleção que ajuda você a gerenciar as etapas do seu processo seletivo, desde a abertura da vaga, divulgação, triagem, testes, entrevistas e organização de todas as etapas para que você possa contratar o melhor candidato no menor tempo possível.

Leave Comment