A integração de dados em big data no RH: confira aqui!

Atualmente, os dados são a base da gestão de muitos negócios, afinal, traduzem resultados, tendências e comportamentos do mercado. Essas informações se tornam ainda mais valiosas quando falamos de um volume grande de registros, como é o caso do big data. A integração de dados, nesse caso, se torna ainda mais fundamental ao setor de RH.

Gerir informações sobre o desempenho de um grande número de colaboradores nem sempre é fácil, mas se torna realmente impossível sem ajuda da tecnologia. A integração facilita o trabalho do RH e torna a rotina da empresa mais dinâmica e com resultados melhores.

Neste post, você entenderá como a integração de dados em big data gera um cenário mais adequado de trabalho para o RH de uma empresa. Confira!

O uso de dados pelo RH e a importância

Empresas que se mantêm atualizadas em seus modelos de gestão não negam mais a importância de usar dados para a tomada de decisões.

Por isso, cada vez mais o conceito de data science tem crescido nessas companhias. A proposta é usar informações para traçar e seguir estratégias de alto desempenho.

Essas informações são importantes, de uma forma geral, nas companhias e não somente em setores como marketing ou comercial.

O RH tem demandas de desenvolvimento e de acompanhamento de colaboradores e, para isso, precisam ter acesso aos dados de desempenho dessas pessoas.

Por isso, usar dados é também parte da rotina de quem gere profissionais e acompanha seu engajamento, produtividade e resultados diante das metas.

Sem o uso dessas informações seria muito difícil mensurar o desempenho e a evolução. Afinal, essa avaliação seria subjetiva sem números e informações.

Desenvolvimento

Dados são importantes para acompanhar o desenvolvimento dos colaboradores diante das demandas. É papel do RH também monitorar essa evolução, sempre tendo como base as reais condições de crescimento que o colaborador apresenta.

Seus resultados dentro da empresa são um importante indicador para detectar se o trabalho executado na gestão de pessoas traz retorno. Para isso, o data science precisa funcionar também na captação das informações e na manutenção delas de forma estruturada e de fácil acesso.

Engajamento

O engajamento de um colaborador com as metas da empresa faz muita diferença para que ele alcance um desempenho aceitável.

Quanto maior for o seu envolvimento, melhor ele entenderá o planejamento estratégico e, também, a sua atuação. Esse é outro fator que pode ser detectado pelo RH por meio de dados específicos.

A partir disso, se não houver o alcance de um nível satisfatório, campanhas podem ser desenvolvidos para melhorar a motivação. Isso também é parte do programa de gestão de pessoas, com foco na preparação do profissional para a realidade da empresa e suas necessidades.

Produtividade

A produtividade é outra questão que também tem grande valor em uma companhia, e é totalmente ligada ao desempenho do colaborador. No entanto, não basta apenas cobrar em caso de níveis baixos, mas também entender o que motiva isso. Assim, o RH consegue desempenho, mas por meios humanizados.

Os dados referentes ao que o colaborador alcançou ficam muito mais claros ao RH, uma vez que eles chegam prontos após passarem pelo time de data science. Um número grande de informações é convertida em indicadores simples de serem entendidos e que traduzem o desempenho.

A integração de dados e os ganhos proporcionados

A integração de dados se mostra como necessidade fundamental para empresas que trabalham com esses níveis de informações. Mais do que ter os números sendo gerados e captados, é importante facilitar o acesso a todos os departamentos.

Devido a isso, a integração é o recurso que facilita as análises feitas por cada um dos setores da empresa. Imagine se cada área precisasse por conta própria coletar suas informações em diferentes fontes e transformá-las em base para a tomada de decisões.

Nesse cenário, o data science tem o papel de justamente fazer esse trabalho, quando cuida de toda a captação, gestão e, por fim, disponibiliza os dados já analisados. Cabe a cada setor usar as informações dentro de seus indicadores para, a partir daí, ter o acompanhamento das informações que precisa.

Rotina facilitada

Quando se fala de dados integrados, o primeiro ponto de destaque é o grande facilitador de rotina que essa possibilidade apresenta. Na prática, colaboradores não precisam se preocupar com solicitações por e-mail, telefone ou com outras práticas pouco produtivas e que atrapalham demandas estratégicas.

Dados disponibilizados de maneira integrada ficam acessíveis para quem vai precisar deles, com as devidas restrições de acordo com o nível da informação. Assim, o setor de RH tem plena autonomia para coletar os dados que precisa para trabalhar em cima deles propondo melhorias, corrigindo situações e o que mais for necessário.

O big data como recurso fundamental

A integração de dados se torna mais importante ainda quando falamos de um volume altíssimo de informações, ou seja, big data. Hoje, para realmente poder gerir uma empresa com suporte de dados não se pode limitar a quantidade captada nas fontes.

O uso de recursos digitais está cada vez mais em alta, o que significa que mais dados ainda são gerados. Por isso, o big data trata justamente desse grande volume que não pode ser desperdiçado.

Para que ele gere insights e direcionamentos, um tratamento e gerenciamento é fundamental para as empresas. Ao pensar em big data na integração de dados, o resultado é o melhor possível: níveis amplos e aprofundados de informação acessível a todos. Com isso, cada departamento consegue fazer o melhor uso possível das informações.

O RH tem amplas demandas de gestão e controle de desempenho e de adequação de colaboradores às suas ocupações. Com a posse desse nível de informações é possível ter uma atuação mais estratégica e que só contribuirá para o crescimento da empresa, especialmente dentro de seus objetivos.

A integração de dados é um recurso importante para dar autonomia aos departamentos, especialmente ao RH. Só assim a gestão de pessoas tem uma atuação ampla e capaz de desenvolver colaboradores e monitorar desempenhos.

E aí, gostou deste post? Quer ter acesso a mais conteúdos como esse? Então assine a nossa newsletter para receber mais posts diretamente no seu e-mail!


About

Plataforma tecnológica perfeita para seu RH: Compleo ATS: Software de Recrutamento e Seleção que ajuda você a gerenciar as etapas do seu processo seletivo, desde a abertura da vaga, divulgação, triagem, testes, entrevistas e organização de todas as etapas para que você possa contratar o melhor candidato no menor tempo possível. Compleo Vídeo: Software de entrevistas via vídeo que ficam gravadas para serem assistidas a qualquer momento por você, sua equipe ou seus clientes. Ajuda você a não gastar tempo com entrevistas presenciais desnecessárias e também o seu candidato a não ter que se deslocar fisicamente.

Leave Comment