6 passos para melhorar seu processo seletivo

Fazer um processo seletivo empresarial exige conhecimento e cuidado por parte da empresa. Isso porque ele envolve um dos ativos mais importantes de uma companhia: o seu capital humano. Logo, é fundamental estruturar um processo que atraia os talentos certos.

O objetivo do artigo de hoje é justamente ajudá-lo nessa empreitada de recrutamento e seleção. A seguir, você aprenderá como fazer um processo seletivo de sucesso, preparar a sua empresa para recrutar os melhores profissionais e, ainda, garantir a otimização para o setor de RH. Continue a leitura!

1. Defina todos os atributos necessários para a vaga

Você pode estar se perguntando: mas isso é óbvio, não? No entanto, muitas empresas cometem erros já nessa fase inicial, pois não têm clareza sobre as atribuições do cargo — o que pode dar ainda mais trabalho na hora de selecionar o candidato.

Logo, antes de anunciar a vaga, é fundamental que você faça uma pesquisa com os profissionais da área para conhecer as funções desempenhadas por eles, desafios do cargo e ferramentas utilizadas. Não se esqueça de questionar o gestor sobre o que falta na equipe e as habilidades necessárias ao futuro contratado.

Inclua na descrição os atributos pessoais do candidato. Isso é fundamental para não cometer o erro de contratar pelas competências técnicas e ter que demitir pelo comportamento. Feito isso, escreva um texto conciso e claro sobre todos os atributos necessários.

2. Estabeleça as formas de captação de talentos

Depois de definir o perfil ideal para a função, chegou o momento de estabelecer as formas de captação de talentos. Antes, porém, é fundamental que você defina o orçamento para essa divulgação, já que existem sites que cobram por esse serviço.

Como mencionamos, há no mercado uma gama variada de sites de trabalho bastante requisitados, tanto por candidatos quanto pelas empresas, devido a sua credibilidade e interface de fácil uso. Eles são uma ótima opção.

No entanto, você ainda pode optar por divulgar as vagas nas redes sociais. A melhor opção é o LinkedIn devido a:

  • seu caráter profissional;
  • possibilidade de segmentação do público;
  • maiores chances de encontrar um candidato compatível com as necessidades da empresa.

Por último, mas não menos importante, o recrutamento pode funcionar de maneira interna ou entre parceiros. Eles são uma boa maneira de fazer networking e de valorizar os colaboradores que já atuam na sua empresa, que podem contribuir para essa nova função.

3. Planeje cada etapa do processo seletivo

Para que o processo seletivo seja um sucesso, e, ao final, a sua empresa contrate o candidato certo, é preciso planejar as etapas do recrutamento. Além disso, é fundamental definir:

  • as ferramentas que serão utilizadas;
  • o prazo para que cada fase ocorra;
  • os funcionários que serão envolvidos no recrutamento.

Depois de estabelecer as funções por cargo e escolher os canais de divulgação, é hora de anunciar a posição disponível. Essa etapa será seguida por uma seleção dos currículos mais aderentes ao perfil exigido. A partir disso, você definirá, em conjunto com o RH:

  • se será necessário fazer uma dinâmica de grupo;
  • o número de entrevistas;
  • os testes de habilidades;
  • entrevistas com gestores.

Cada empresa tem um processo, logo, é importante levar em consideração a disponibilidade de seleção, o orçamento e outros detalhes a serem definidos pelo RH. Apenas lembre-se de que correr com a seleção pode ser prejudicial, por isso, escolha os candidatos com calma e sem pressa.

4. Conte com a ajuda de softwares

O uso de softwares pelo RH aumentou bastante nos últimos anos, graças à otimização de processos que eles proporcionam. Como você já deve ter visto por aí, eles podem ser utilizados em diferentes etapas do processo seletivo.

Em um primeiro momento, use o software para selecionar os candidatos por meio de palavras-chave. Assim, o seu trabalho em meio a tantos candidatos se tornará mais simples e você poderá encontrar exatamente o que procura.

Depois, você pode utilizar os programas para aplicar testes nos aspirantes a vaga. Podemos incluir aqui desde as provas de raciocínio lógico até os testes de fit cultural. Aliás, vale lembrar que esses programas são imprescindíveis para coletar dados, o que o ajudará em projetos futuros e a conhecer melhor os seus funcionários.

5. Tenha cuidado e respeito com o candidato

Coisas básicas como pontualidade, transparência, feedback e um lugar para realizar o processo não podem ser negligenciadas. Isso mostra o cuidado e a atenção da empresa e do RH com os candidatos, ajudando a fortalecer a imagem da marca perante o público.

Entre as maiores reclamações dos candidatos com relação aos processos seletivos, uma delas está justamente na falta de retorno do RH. Não se esqueça de que um bom feedeback não é bom apenas para o candidato, mas também para a organização, pois aumenta a sua credibilidade — o que, no futuro, pode gerar chances de contratar pessoas talentosas.

Hoje, com o acesso à internet, todos fazem questão de procurar informações sobre a empresa antes da candidatura. Por esse motivo, ter respeito é fundamental para cativar excelentes profissionais para o seu quadro de funcionários.

6. Faça uma análise completa do candidato

Esse tópico abrangerá dois aspectos essenciais: seriedade e também o comportamento nas redes sociais. Começando pela seriedade, é importante que você cheque as informações dos candidatos selecionados para a etapa de entrevista.

Ele, de fato, tem as experiências que alega? Qual a postura dele ao ser questionado pela fluência do idioma que diz ter? Qual o relacionamento com os outros empregadores? Essas e outras perguntas o ajudarão a fazer uma seleção mais consciente e promissora.

O segundo aspecto diz respeito às atitudes dele nas redes sociais. Hoje, é difícil encontrar uma pessoa que não tenha vestígios no mundo virtual. Por isso, pesquise sobre as atitudes desses candidatos em suas redes sociais.

Observe se ele não faz piadas preconceituosas, posta conteúdos inadequados ou indiretas. Isso não quer dizer que essa será a única métrica a ser utilizada, mas é importante para entender o comportamento da pessoa fora do ambiente de trabalho.

Ainda podemos enumerar, nos passos para a seleção, a observação da linguagem corporal, envolvimento dos gestores responsáveis pelo setor que o profissional será alocado e a clareza com relação ao que a empresa precisa. Temos certeza que depois dessas dicas, os processos serão muito mais simples e justos.

Gostou das nossas dicas para melhorar seu processo seletivo? Então, compartilhe esse conteúdo nas suas redes sociais! Assim, você ajuda os seus amigos recrutadores a se aperfeiçoarem na profissão!

Infográfico Marca do Empregador


About

Plataforma tecnológica perfeita para seu RH: Compleo ATS: Software de Recrutamento e Seleção que ajuda você a gerenciar as etapas do seu processo seletivo, desde a abertura da vaga, divulgação, triagem, testes, entrevistas e organização de todas as etapas para que você possa contratar o melhor candidato no menor tempo possível. Compleo Vídeo: Software de entrevistas via vídeo que ficam gravadas para serem assistidas a qualquer momento por você, sua equipe ou seus clientes. Ajuda você a não gastar tempo com entrevistas presenciais desnecessárias e também o seu candidato a não ter que se deslocar fisicamente.

Leave Comment